CONTATO: gomesaccioly@gmail.com - 68 99775176

terça-feira, 29 de julho de 2008

CANDIDATOS DA FRENTE POPULAR DISCUTEM PLANO DE GOVERNO COM PESCADORES



Os candidatos da Frente Popular de Tarauacá, Batista e Jasone, estão se reunindo com vários setores da sociedade tarauacaense para discutirem as linhas gerais do plano de governo e ouvir as sugestões dos segmentos organizados.





Na reunião com os pescadores, o candidato a prefeito Chagas Batista que se disse muito agradecido pela presença dos pescadores e que seu sonho é realizar um governo com a participação da sociedade organizada. Batista disse aos pescadores: “o povo não serve só para votar e sim para ajudar a governar opinando e cobrando ação de governo”
Já o candidato a vice Dr. Jasone afirmou aos pescadores que a ultima ajuda que eles receberam da prefeitura foi ainda no seu governo e que seu compromisso é potencializar a infra-estrutura da Colônia de Pescadores de Tarauacá.
João Gedeão, Presidente da Colônia dos Pescadores apresentou aos candidatos um relato mais elaborado da situação dos pescadores e da pesca em Tarauacá.
No final da reunião os pescadores se manifestaram favorável a eleição dos candidatos da frente popular.

sábado, 26 de julho de 2008

Programa criado por Tião Viana completa a entrega de 1.800 cadeiras de rodas



Portadores de deficiência física dos municípios de Tarauacá, Jordão e Feijó foram contemplados, na última sexta-feira, com a distribuição de 185 equipamentos que vão facilitar e melhorar o deslocamento dessas pessoas. São cadeiras de rodas, algumas inclusive motorizadas, cadeiras especiais para banho e especiais para crianças, além de muletas, bengalas e anda-já.

Os equipamentos foram entregues pelo secretário de saúde, Osvaldo Leal, e pelo vice-governador César Messias. O senador Tião Viana (PT-AC), vice-presidente do Senado, o autor da emenda ao Orçamento Geral da União (OGU) - no valor de R$ 3 milhões - que permitiu a aquisição dos equipamentos – também acompanhou a entrega em Feijó e Tarauacá – a entrega em Jordão foi feita pelo assessor Ocírodo Júnior e pelo fisioterapeuta da Fundhacre, Carlos Eduardo. Em Jordão, foram entregues 15 cadeiras de rodas, 70 em Feijó e 100 em Tarauacá.

A doação dos equipamentos faz parte do Programa de Atendimento à Pessoa Portadora de Deficiência Física, criado pelo governo do Estado em parceria com o Ministério da Saúde a partir da obtenção dos recursos oriundos da emenda de autoria de Tião Viana. Dos 22 municípios acreanos, só Santa Rosa do Purus e Manuel Urbano não foram beneficiados com o programa, o que deverá ocorrer no próximo mês. Pelo menos 1800 pessoas já foram beneficiadas em todo o Estado. A idéia é que todas as pessoas portadoras de deficiência no Acre sejam atendidas e que em breve o Acre possa se orgulhar de ser o único estado brasileiro com 100 por cento dos seus deficientes beneficiados pelo programa.

A entrega dos equipamentos, mesmo em período eleitoral, ocorreu com total respeito e observação à lei, que impede, sob pena de cassação do registro da candidatura e pagamento de multa, a participação neste tipo de evento de candidatos a cargos eletivos na próxima eleição, o que foi acatado. "Foi uma ação de respeito à lei de mão dupla", elogiou o senador Tião Viana ressaltando o papel do Ministério Público e da magistratura e a postura dos candidatos nos três municípios que não tomaram parte nos eventos. "Isso prova o amadurecimento político de todos", afirmou.

Como ocorreu nos demais municípios por onde o programa tem passado, a entrega dos equipamentos é caracterizada pela emoção, principalmente por parte das pessoas beneficiadas. "Quando entrei aqui, vendo a alegria das pessoas, sorriso de homens, mulheres e crianças, percebi que a política, quando feita verdadeiramente para ajudar o próximo, é algo muito nobre. A alegria das pessoas aqui presentes é uma grande compensação para quem faz política com a intenção de fazer o bem", disse o vice-governador César Messias ao elogiar o senador Tião Viana pela iniciativa. "O senador demonstra mais uma vez que é um político compromissado com os mais pobres e com os mais necessitados", disse,

"Este tipo de programa é um ato de justiça e de coragem do senador Tião Viana", disse a vereadora feijoense Jacira, do PT. "Digo que é de coragem porque se não fosse outros políticos tinham feito. Os deficientes do Acre tiveram que esperar 100 anos para que tivessem um programa voltado para eles", afirmou a vereadora.

O prefeito de Feijó, Francimar Fernandes, também elogiou o senador. Segundo ele, a cada vez que o parlamentar se desloca para uma localidade do interior do Acre, é para fazer o bem. "Aqui em Feijó, o Tião Viana nunca veio de mãos abanando. Sempre que ele vem aqui em Feijó, é para trazer um benefício, para acenar com coisas boas; Foi assim com medicamentos repassados às prefeituras, foi assim sempre que dele necessitamos e agora chegou a vez dos deficientes. Tenho muito orgulho de ter o Tião Viana como meu representante no Senado", disse o prefeito.

Equipamentos restituem esperanças

O secretário de Saúde, Osvaldo Leal, ressaltou que, além dos equipamentos para os deficientes físicos, a emenda de Tião Viana permitiu a aquisição de equipamentos para a realização de sessões de fisioterapias nos hospitais e outras unidades de saúde dos municípios. "Quem precisar deste tipo de atendimento especializado, não mais precisará se deslocar para Rio Branco. Isso é um salto de qualidade na vida do paciente", disse o secretário.

"Sinceramente, eu não sabia que havia tantos deficientes em Tarauacá", disse a comandante da Polícia Militar no município, major Socorro. O próprio senador Tião Viana esclareceu o questionamento da militar: "ninguém sabia porque essas pessoas não saiam de suas casas, porque elas viviam uma espécie de segregação, como se não existissem. Eu penso que, neste caso, não devemos esconder o problema. Aliás, quando propus esta emenda, ouvi críticas de pessoas dizendo que íamos constranger as pessoas e coisas assim. Não é o que está acontecendo. As pessoas que estão aqui estão felizes porque sabem que a partir de agora vão poder ir à praça, ir à escola, ir para o trabalho. O que estamos fazendo aqui é procurar restituir um pouco da cidadania dessas pessoas", disse Tião Viana. "Este programa nos revelou que muitas pessoas necessitam de atenção especial neste Estado", acrescentou.

Uma das pessoas beneficiadas com cadeira de rodas em Feijó, Maria Odenice Alencar, de 47 anos, vítima de paralisia infantil na infância, disse que o equipamento lhe permitirá ter uma vida mais saudável. "Estou me sentindo mais livre. Sei que essa cadeira vai me dar mais liberdade na minha vida. O deficiente é um preso pela natureza. Isso veio nos libertar", disse.

Dona Maria da Glória Ribeiro, de 50 anos, moradora de Feijó, vítima de Acidente Vascular Cerebral (AVC), chorava de felicidade ao receber a cadeira de rodas que, segundo ela, vai lhe restituir um pouco dos movimentos que a doença lhe roubou. "Estou me sentindo como se, de repente, eu tivesse me preparando para vencer a doença. É por isso que choro de alegria", disse.

Marinilson Fernandes da Silva, de 31 anos, que perdeu os movimentos aos 16 anos num acidente quando tomava banho de rio, foi um dos que também recebeu cadeira motorizada em Tarauacá. "Eu nunca ia poder comprar uma cadeira dessas. Este programa me traz a certeza de que agora, com mais liberdade de movimento, vou poder trabalhar e viver com um mínimo de dignidade", disse.

Janice Maria Correia da Rocha, de 43 anos, que anda com dificuldades também por causa de um AVC, também está muito esperançosa depois que recebeu uma muleta especial. "Estou tão feliz que tenho esperança até de casar e ter filhos ainda", afirmou.

Tiao Maia

Jornal Ac24h - 26/07/2008 - 13:04

sexta-feira, 25 de julho de 2008

PERSONAGENS DE TARAUACÁ

Seu Teodoro o mais antigo encanador da cidade pregando a palavra de Deus na feira do mercado público

Dona Tereza Sabóia - 30 anos de vida pública como servidora municipal

Trabalhadores em Educação no bingão do Sinteac

Quadrilha tradicional na festa caipita da Escola Plácido de Castro

quinta-feira, 24 de julho de 2008

NOVA BOITE SWING SERÁ INAUGURADA EM TARAUACÁ

Boite climatizada, salão para festas, restaurante, bar e espaço ao ar livre.

Serão três dias de festa neste final de semana.
Sexta (25), sábado (26) e domingo (27).
Empresário Codó faz grande investimento e entrega para a população o melhor e mais moderno espaço de lazer do povo de Tarauacá. É a BOITE SWING.

DOIS AMBIENTES COM PISTAS DE DANÇAS:

BOITE MAMUT HALLS – Espaço climatizado, com iluminação moderna, palco e barzinho. Coisa de primeiro mundo.

SALÃO PARA FESTAS DIVERSAS – Espaço para festas diversas com palco moderno para apresentação de bandas de todos os estilos.












quarta-feira, 23 de julho de 2008

Jurupari/Feijó: empresa diz que vai terraplanar 60% até dezembro


Trecho da BR-364 é o mais difícil de todo o trajeto da rodovia federal, que liga a capital Rio Branco com o vale do Juruá.

O trecho de 68,54 quilômetros que separam a cidade de Feijó e o rio Jurupari pela BR 364 terá, ao final deste ano, 60% da terraplanagem prontos (o que equivale a cerca de quarenta quilômetros) e 100% das obras de arte corrente construídos. A garantia é do engenheiro responsável pelo trecho, Ricardo Felício de Moura, da Construmil, empreiteira da obra. "Se Deus quiser, vamos ter 20 quilômetros asfaltados este ano", completou o engenheiro.

Para cumprir os prazos, a empresa mantém quatro frentes de terraplanagem, sendo que a cada cinco quilômetros há uma frente. O trecho, o maior dos seis lotes da BR, começou a ser terraplanado com atraso devido à intensidade das chuvas neste ano ter sido maior na região.

Cinco pontes estão sendo construídas. A ponte sobre o igarapé Ciência está em fase bastante adiantada. No total são 490 metros de pontes que, além do Ciência, estarão sobre os rios Macipira, Maracaju, Jurupari e Pensão.

O solo mole tem sido fator que demanda mais tempo na execução do trabalho porque vem exigindo remoção de grande quantidade de terra inadequada. O solo é removido e substituído por outro de melhor qualidade.

A técnica do ´envelopamento´ da tabatinga está sendo aplicada na região. Com ela, a tabatinga é aproveitada no reforço do subleito.

Atualmente, cerca de 400 homens trabalham no trecho. Pelo menos 60% mão-de-obra não especializada é contratada na região de Feijó. E 40% da especializada (operadores de moto-scraper, por exemplo) são de trabalhadores locais. "A Construmil está nesta região desde 2000. Muita mão-de-obra já foi especializada nesse tempo", observou Ricardo Felício.



[A informação é da AGana]

terça-feira, 22 de julho de 2008

Perpétua encerra o semestre com nova atuação de destaque

Deputada teve 100% de presença nas votações em plenário, apresentou 350 proposições e o equivalente a três pronunciamentos ao dia em 5 meses. Reveja as principais conquista do mandato entre fevereiro a julho deste ano.


A deputada Perpétua Almeida encerrou o seu décimo-primeiro semestre legislativo consecutivo mantendo a honrosa marca de um dos parlamentares federais que mais produzem em toda a Amazônia Brasileira. Até o recesso do meio do ano, iniciado na quinta-feira passada, a deputada acreana, do PCdoB, que também é vice-presidente da Comissão de Relações Exteriores, alcançou 100% de presença nas votações no plenário da Câmara Federal.
Perpétua Almeida fez mais de 160 pronunciamentos na tribuna da casa, o equivalente a três discursos por sessão desde que foi aberta a legislatura vigente, em fevereiro deste ano, considerando os dias úteis. Ainda de acordo com os anais do Congresso, a deputada apresentou mais de 350 proposições deste que assumiu seu segundo mandato como a parlamentar mais votada do Acre. "Estas informações nos alegra muito. São importantes para nós, para os nossos eleitores, para o Acre e para os simpatizantes do nosso mandato", comentou a deputada, que está convidanto todas as bancadas do país a dizer "não" às ameaças de grupos estrangeiros que insistem em atropelar a soberania nacional com a comercialização criminosa de florestas amazônicas.
"A Amazônia, para sobreviver à cobiça estrangeira e aos crimes promovidos pelo Homem, depende de uma política de repressão encampada pelo governo, com auxílio da sociedade". Assim se manifestou a deputada em audiência, há dois meses, com o ministro de Assuntos Estratégicos, Mangabeira Unger. Na oportunidade, a deputada conhecer as principais metas do Plano Amazônia Sustentável (PAS), e através destas informações a parlamentar construiu um cronograma de propostas levadas ao governo, a partir do Congresso, para inibir desmatamentos e queimadas ilegais. No longo prazo necessita de um projeto de desenvolvimento estratégico que leve em consideração a vocação da região, Perpétua defende a criação do Programa Bolsa Floresta, que visa atenuar os índices crescentes de desmates e queimadas e sugere que o governo implemente um sistema de pagamento por serviços e produtos ambientais, especialmente àqueles que notadamente se destinam à integridade dos biomas
Dentre tantas conquistas atribuídas ao mandato neste semestre, a assessoria da deputada Perpétua Almeida destaca os seguintes:
1 – A Criação no Estado do Acre da 5º Vara criminal especializada em Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher. Uma boa notícia, especialmente nas proximidades das comemorações relativas ao Dia Internacional da Mulher. Uma luta antiga da deputada, que, agora, comemora, juntamente com o Tribunal de Justiça, o poder público e o movimento de mulheres, o êxito obtido no cumprimento da Lei Maria da penha no estado.
2) A defesa da criação dos aeródromos de de Marechal Thaumaturgo e Porto Walter, possível com a destinação de R$ 3,6 milhões junto ao BNDES. O aeródromo de Jordão está em fase de licitação. o aeródromo de Tarauacá esta recebendo reformas que estão sendo executadas diretamente pelo Deracre. O de Manuel Urbano também está sendo licitado
Quanto ao de Santa Rosa do Purus a proposta do Deracre é fazer execução direta total ou parcial da obra, que devido aos problemas de transporte de máquinas e insumos somente iniciará no próximo verão. O valor da obra esta orçado em R$ 8 milhões. Em operação legal temos os aeródromos de Rio Branco, Cruzeiro do Sul, Xapuri, Feijó e Tarauacá – este últimos também fruto de insistentes apelos feitos pela deputada.

3) A defesa intransigente da regulamentação da profissão dos mototaxistas, que resultou na criação da frente parlamentar em defesa da categoria no Congresso Nacional. A deputada sugeriu encaminhar ao plenário o projeto, que pode ser aprovado ainda este ano dispensando-se o julgamento feito nas comissões da casa.

4) Defesa da aprovação da Câmara dos Deputados do Projeto de regulamentação da Profissão de Artesão

5) Críticas e encaminhamentos legislativos contrários à compra de terras da Amazônia para estrangeiros.
6) A indicação de votação do Estatuto do Índio, que adorme há 20 anos nas gavetas do Congresso.
7) A resistência às ameaças de demissão dos funcionários da Eletroacre, após a criação de um escritório central, sob o controle da Eletrobrás, para administrar a companhia acreana.

leia mais

segunda-feira, 21 de julho de 2008

Governo e município vão adequar horário das aulas no segundo semestre


Alunos entrarão mais tarde nos dois primeiros turnos. No horário noturno não haverá mudanças

A partir do dia 4 de agosto, o horário das aulas da rede pública estadual e municipal sofrerá mudanças. A alteração foi decorrente de uma consulta realizada pela Secretaria de Estado de Educação com diretores, coordenadores e comunidade, onde se detectou o interesse da maioria em alterar o horário de entrada nas instituições.

Com o novo horário, a entrada dos alunos no turno da manhã, que antes acontecia às 7 horas, passa agora para às 07h30 encerrando-se às 11h45. No período da tarde as aulas iniciarão às 13h15, com término às 17h30. O turno da noite não sofrerá alteração.

Para o diretor de ensino da SEE, Josenir Calixto, a mudança vai trazer muitos benefícios para professores e alunos. "Com esta iniciativa estamos garantindo a segurança dos alunos, apesar de não termos tido nenhum caso grave. É uma medida preventiva", afirmou o diretor. Josenir ressaltou ainda que a mudança vai diminuir os impactos negativos que os estudantes do turno da manhã sofreram com o novo fuso.

De acordo com a diretora da escola Serafim Salgado, Lúcia Melo, o novo horário vai ser melhor para todos, já que os alunos vão sair de suas residências mais tarde e com o dia já claro, além de diminuir os recorrentes atrasos que ocorriam no horário anterior.

Ernani Baracho
Agencia de Notícias do Acre

domingo, 20 de julho de 2008

PROPAGANDA ELEITORAL NA INTERNET É PERMITIDA SOMENTE EM PÁGINA ESPECÍFICA DO CANDIDATO


A propaganda eleitoral na internet somente será permitida na página do candidato destinada exclusivamente à campanha eleitoral.


Os candidatos poderão manter página na Internet com a terminação can.br, ou com outras terminações, como mecanismo de propaganda eleitoral até a antevéspera da eleição (Resolução TSE nº 21.901/2004 e Resolução TSE nº 22.460/2006).


O candidato interessado deverá providenciar o cadastro do respectivo domínio no órgão gestor da Internet Brasil, responsável pela distribuição e pelo registro de domínios (www.registro.br), observando a seguinte especificação: http://www.nomedocandidatonumerodocandidato.can.br, em que o nomedocandidato deverá corresponder ao nome indicado para constar da urna eletrônica e numerodocandidato deverá corresponder ao número com o qual concorre.


O registro do domínio de que trata este artigo somente poderá ser realizado após o efetivo requerimento do registro de candidatura perante a Justiça Eleitoral e será isento de taxa, ficando a cargo do candidato as despesas com criação, hospedagem e manutenção da página.

Os domínios com a terminação ca.br serão automaticamente cancelados após a votação em primeiro turno, salvo os pertinentes a candidatos que estejam concorrendo em segundo turno, que serão cancelados após esta votação.

A partir de uma ligação gratuita para o número 0800-647-4300, a população de todo o Estado do Acre, poderá comunicar ao respectivo Juiz Eleitoral, mesmo sem precisar se identificar, as irregularidades na propaganda, bem como outros crimes previstos na legislação eleitoral, e ainda, solicitar informações referentes à sua situação eleitoral e ao pleito municipal.
No caso de denúncia, o interessado poderá acessar o site do TRE-AC (www.tre-ac.gov.br) e registrar no link "Disque-Denúncia" as informações.

Os serviços Disque-Denúncia e Disque-Eleições com o número 0800-647-4300, funcionarão das 8 às 18 horas, nos dias úteis, sábados, domingos e feriados, até o dia 5 de outubro, dia das eleições.
________________________________________
Redação
redacao@folhadoacre.com
Fonte: ASCOM / TRE-AC

sábado, 19 de julho de 2008

Médicos e acadêmicos lutam por revalidação (blog do edvaldo)


Médicos e acadêmicos brasileiros da Escola Latino-Americana de Medicina (Elam), em Cuba, mantêm a proposta de diagnosticar a situação da saúde pública nas regiões com maior deficiência de profissionais.
A análise será feita entre os dias 28 de julho a 9 de agosto, e envolverá cerca de 200 voluntários. O governo, através do ministro José Gomes Temporão (Saúde) comprometeu-se em ajudar o grupo com passagens e alimentação. Eles aproveitarão o período de férias para produzir um relatório que apontará o perfil epidemiológico de cada região, bem como as enfermidades mais freqüentes.

O documento auxiliará as prefeituras em seus programas de prevenção e pode abrir portas para a contratação futura destes médicos. Acre, Ceará, São Paulo, Rio Grande do Sul, Pernambuco e Bahia são as unidades selecionadas.

Nesta terça-feira (15), no Congresso Nacional, a deputada Perpétua Almeida reafirmará seu apoio aos formandos, que lutam há vários anos pela revalidação de seus diplomas no Brasil. "O governo brasileiro tem consciência de que em mil municípios deste país não existe um médico sequer. Em outras 3 mil cidades, o número de profissionais é menor que o recomendado pela Organização Mundial de Saúde. Acreditamos que aproveitar esta mão-de-obra é, antes de tudo, uma questão de bom senso", defendeu a deputada.

Os acadêmicos organizaram com seus próprios recursos o IV Encontro dos Estudantes e Médicos Formados em Cuba, que se encerrará na quarta-feira. Em torno de 150 pessoas, dentre eles, médicos graduados, estudantes de vários Estados do Brasil, inclusive do Acre, irão reforçar a crítica ao grupo interministerial criado para acelerar o processo de reconhecimento dos diplomas pelas universidades federais brasileiras. Até mesmo o Itamaraty já se manifestou favorável à causa dos acadêmicos.

"Há uma lentidão enorme, apesar das promessas que foram feitas pelos ministros Temporão (Saúde) e Fernando Hadad (Educação), de que 2008 seria o ano da revalidação. Inevitavelmente, teremos que definir uma estratégia de pressão alternativa", disse o estudante do sexto ano, Janilson Lopes Leite, coordenador da Associação dos Estudantes Brasileiros em Cuba.

No encontro, eles debaterão os avanços obtidos até o momento, inclusive reconhecendo o apoio total que os médicos e estudantes obtiveram do PCdoB e do PT no congresso. A Comissão de Relações Exteriores, da qual Perpétua Almeida é vice-presidente, também aprovou relatório do deputado Nilson Mourão favorável á revalidação.

Qual é a felicidade possível

A felicidade é um dos bens mais ansiados pelo ser humano. Mas não pode ser comprada nem no mercado, nem bolsa, nem nos bancos. Apesar disso, ao redor dela se criou toda uma indústria que vem sob o nome de auto-ajuda. Com cacos de ciência e de psicologia se procura oferecer uma fórmula infalível para alcançar “a vida que você sempre sonhou”.
Confrontada, entretanto, com o curso irrefragável das coisas, ela se mostra insustentável e falaciosa. Curiosamente, a maioria dos que buscam a felicidade intui que não pode encontra-la na ciência pura ou nalgum centro tecnológico. Vai a um pai ou mãe de santo ou a um centro espírita ou freqüenta um grupo carismático, consulta um guru ou lê o horóscopo ou estuda o I-Ching da felicidade. Tem consciência de que a produção da felicidade não está na razão analítica e calculatória mas na razão sensível e na inteligência emocional e cordial. Isso porque a felicidade deve vir de dentro, do coração e da sensibilidade.

Para dizer logo, sem outras mediações, não se pode ir direto à felicidade. Quem o faz, é quase sempre infeliz. A felicidade resulta de algo anterior: da essência do ser humano e de um sentido de justa medida em tudo.
A essência do ser humano reside na capacidade de relações. Ele é um nó de relações, uma espécie de rizoma, cujas raízes apontam para todas as direções. Só se realiza quando ativa continuamente sua panrelacionalidade, com o universo, com a natureza, com a sociedade, com as pessoas, com o seu próprio coração e com Deus. Essa relação com o diferente lhe permite a troca, o enriquecimento e a transformação. Deste jogo de relações, nasce a felicidade ou a infelicidade na proporção da qualidade destes relacionamentos. Fora da relação não há felicidade possível.

Mas isso não basta. Importa viver um sentido profundo de justa medida no quadro da concreta condição humana. Esta é feita de realizações e de frustrações, de violência e de carinho, de monotonia do cotidiano e de emergências surpreeendentes, de saúde, de doença e, por fim, de morte.
Ser feliz é encontrar a justa medida em relação a estas polarizações. Dai nasce um equilíbrio criativo: sem ser pessimista demais porque vê as sombras, nem otimista demais porque percebe as luzes. Ser concretamente realista, assumindo criativamente a incompletude da vida humana, tentando, dia a dia, escrever direito por linhas tortas.

A felicidade depende desta atitude, especialmente quando nos confrontamos com os limites incontornáveis, como, por exemplo, as frustrações e a morte. De nada adianta ser revoltado ou resignado, Mas tudo muda se formos criativos: fazer dos limites fontes de energia e de crescimento. É o que chamamos de resiliência: a arte de tirar vantagens das dificuldades e dos fracassos.

Aqui tem seu lugar um sentido espiritual da vida, sem o qual a felicidade não se sustenta a médio e a longo prazo. Então aparece que a morte não é inimiga da vida, mas um salto rumo a uma outra ordem mais alta. Se nos sentimos na palma das mãos de Deus, serenamos. Morrer é mergulhar na Fonte. Desta forma, como diz Pedro Demo, um pensador que no Brasil melhor estudou a “Dialética da Felicidade”(em três volumes, pela Vozes): ”Se não dá para trazer o céu para terra, pelo menos podemos aproximar o céu da terra”. Eis a singela e possível felicidade que podemos penosamente conquistar como filhos e filhas de Adão e Eva decaídos.
(Leonardo Boff - Teólogo)

quarta-feira, 16 de julho de 2008

Números divulgados pelo TSE confirma 2º turno em Rio Branco


Depois de meses de intensa especulação no meio político, finalmente o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) publicou a estatística para o pleito deste ano.

De acordo com os números do tribunal, o Acre tem 443.148 eleitores, dos quais 201.620 residem na capital. Este montante representa 45,9 % do eleitorado acreano.

O dado curioso é que as mulheres são maioria – 727 a mais que os eleitores masculinos: 221.198 são masculinos e 221.925 são femininos.

Esse número garante a realização de 2º. turno na capital. A lei exige um mínimo de 200.000 mil eleitores para a realização de duas votações, caso nenhum candidato a prefeito tenha alcançado a maioria absoluta dos votos na primeira votação, não computados os em branco e os nulos.

De qualquer modo, entre os preparativos do Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC) para as eleições municipais no estado, já encontram-se incluídos todos os serviços relacionados com a possível realização de 2º turno no município de Rio Branco.


O estado do Acre, com 22 municípios e 10 Zonas Eleitorais, tem um total de 615 locais de votação, com 1.403 seções eleitorais. Contudo, a quantidade de seções eleitorais para as eleições de 2008, sofrerá redução, em razão das agregações de seções, que serão definidas brevemente pelos respectivos Juízes Eleitorais.

A faixa-etária com a maior quantidade de eleitores no estado é de 25 a 34 anos, que tem 122.800 eleitores. E a faixa com a menor quantidade de eleitores é entre os eleitores com idade superior aos 79 anos, com 6.783 eleitores. A faixa de 16 anos a 17 anos tem 17.597 eleitores.

Já em relação ao grau de instrução dos eleitores no estado, o maior percentual e dos que tem o primeiro grau incompleto, ou seja 137.777 eleitores. E o menor percentual, os que tem superior incompleto, que é de 6.893 eleitores. Já 92.505 eleitores lê e escreve e 68.334 eleitores estão registrados no Cadastro Eleitoral como analfabetos.

Ednei Muniz
E ascom do TRE Acre

terça-feira, 15 de julho de 2008

Tião Viana recua a favor de referendo no Acre



O senador Tião Viana (PT-AC), vice-presidente do Senado, anunciou nesta segunda-feira, 14, durante reunião com sindicalistas, em Rio Branco, que vai apresentar decreto legislativo acatando a proposta de um referendo para que a população do Acre possa decidir sobre uma lei de sua autoria, sancionada em maio pelo presidente Lula, que estabeleceu a redução do fuso horário no Estado.
Tião Viana também anunciou que vai formalizar um pedido para realização de plebiscito, após os estudos de prospecção em andamento no Acre, para que a população possa decidir sobre a exploração ou não de petróleo e gás no Estado. A decisão não é um recuo completo porque, embora tenha acatado a proposta de uma consulta popular, o senador disse que continuará fazendo a defesa da mudança de fuso horário que deixou o Estado com uma hora a menos em relação a Brasília.
Referendo é uma forma de consulta popular sobre um assunto de grande relevância, na qual o povo manifesta-se sobre uma lei após esta estar constituída. Desta forma, o cidadão apenas ratifica ou rejeita o que lhe é submetido.
Por causa da lei Tião Viana, o Acre e parte do Amazonas passaram a obedecer ao fuso “Greenwich menos quatro horas”, em substituição ao “Greenwich menos cinco horas”. A lei também atinge o estado do Pará, que passou a ser enquadrado no limite “Greenwich menos três horas” - o mesmo horário de Brasília -, em substituição ao limite anterior, de “Greenwich menos quatro horas”.
A decisão do senador em relação Acre decorre do enorme desgaste político produzido pela mudança de fuso horário, que submeteu a população a vários transtornos. Estudantes e trabalhadores, nas zonas rural e urbana, têm sido obrigados a acordar no escuro para o cumprimento de suas atividades no cotidiano.
Pré-candidato ao governo do Acre, o senador sentiu o clima da mudança, bem como as prefeituras e o governo estadual, que estão sendo pressionados pela população a retornar ao horário anterior. A mudança tem sido adiada porque invalidaria alteração operada pela lei Tião Viana.
- Estou acatando a sugestão do professor Evandro Ferreira e dos jornalistas Altino Machado e Antonio Alves, para que a população se posicione de maneira mais ampla e formal. Farei uma justificação do decreto legislativo e o encaminharei às comissões competentes do Senado, a começar pela de Constituição e Justiça. É uma matéria que vai ser regida por instância superior, provavelmente o Supremo Tribunal Federal. Sendo aprovado, o decreto legislativo será executado no seu tempo. Vou ver se é possível compartimentar apenas para o Acre porque antes envolveu o Acre, o Amazonas e o Pará - disse Tião Viana com exclusividade ao Blog da Amazônia.
O senador, que havia apresentado uma proposta de realização de plebiscito para que a população acreana pudesse decidir soberanamente a respeito da mudança de fuso horário, disse que retirou-a porque a decisão teria que envolver também as populações do Amazonas e do Pará.
O recuo de Tião Viana ocorre por força da opinião catalisada a partir de weblogs, pois a mídia convencional, especialmente rádios, jornais e TVs, passaram ao largo dos transtornos da população, preferindo seguir sem opinião a reboque da mudança. Além do Blog da Amazônia, apenas uma emissora de TV compareceu ao encontro do senador com os sindicalistas ligados à CUT do Acre, embora a mudança do fuso horário seja o assunto mais comentado pela população.
As organizações do movimento social também submeteram-se a essa tendência e não foram capazes de perceber que a mudança afetaria o regime de trabalho de seus supostos representados. Os dirigentes sindicais foram forçados pela base a buscar diálogo com o senador em defesa de uma saída.
- Primeiro não se deve procurar mudar os hábitos de um povo por Decreto, por Lei ou qualquer outro instrumento normativo. Mudar costumes, hábitos, de uma comunidade, de um povo, é algo muito sensível, muito delicado, que requer muitos cuidados, diplomacia, habilidade e ação política inteligente para uma construção coletiva e compartilhada. Esses ensinamentos são seculares - afirmou em nota pública o Simdecaf, sindicato que representa 13 categorias de trabalhadores, pedindo o plebiscito.
Alguns prefeitos de cidades do interior decidiram pela manutenção do antigo horário, assim como os bancos públicos e privados, contrariando a lei que previa tornar “o Acre mais perto do Brasil”. A lei Tião Viana desagradou à maioria dos funcionários públicos e aos petistas que dirigem o governo estadual, mas até o governador Binho Marques (PT) se esquivou de manifestar-se publicamente contra a mudança do fuso.
- Reconheço que subestimamos o impacto da mudança de fuso horário no Acre, mas não será por isso que permaneceremos de braços cruzados. Não estou dizendo com isso que a lei do senador seja boa nem que seja uma porcaria - reafirmou Manoel Lima, dirigente da CUT no Acre, que agora se vê forçado a ampliar o debate sobre a mudança junto à sociedade.
Polêmica no Centro-Oeste
No Mato Grosso do Sul também discute-se a realização de um plebiscito para ouvir a opinião popular sobre o projeto de lei que tramita no Senado para troca do fuso horário de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, de autoria dos senadores Jayme Campos (DEM-MT) e Delcídio Amaral (PT-MS). O plebiscito foi aprovado depois que o senador sul mato-grossense Valter Pereira (PMDB-MS) apresentou um Projeto de Decreto Legislativo apenas para aquele estado.
Não existe até agora qualquer previsão para que a população de Mato Grosso opine sobre o Projeto, que pretende igualar o horário do Estado com o oficial de Brasília, adiantando o relógio em uma hora. No Acre, a “hora certa” do senador Tião Viana atravessa um momento de incerteza.
Blog da Amazônia - Por Altino Machado

quarta-feira, 9 de julho de 2008

A MINHA RUA VAI SER ASFALTADA

SANEAMENTO BÁSICO VERSUS ASFALTO

As populações dos municípios brasileiros, especialmente os da amazônia, sofre muito com a falta de saneamento básico.
A maioria dos municípios cresce sem o menor planejamento no que se refere à questão da urbanização.
Os prefeitos insistem em enganar o povo com obras que chamam mais atenção em detrimento das obras que mais a população precisa.
Na maioria das ruas do cidade Tarauacá-Acre os esgotos correm a céu aberto expondo a população, especialmente a mais pobre, a contrair diversos tipos de doenças.
As fotos a seguir são da rua principal do bairro da Cohab (Manoel Vieira da Cunha). Um bairro central da cidade que não tem esgotamento sanitário. Bastam poucos minutos de chuva para os transtornos começarem e a água não encontra um lugar para sair do bairro. Quando chove muito (e Tarauacá é uma das cidade de maior índice pluviométrico do país) a água demora, em média, cinco dias represada nas valas e nas ruas do bairro.
Todo cidadão espera que um dia a rua onde mora seja asfaltada, porém, antes do asfalto é necessário que se faça investimentos no saneamento básico.
Mas, para o prefeito ainda vale aquela velha máxima: "O esgoto o povo não vê. Já o asfalto todos vêem e rende mais votos".









segunda-feira, 7 de julho de 2008

AS BOAS COISAS DA MINHA VIDA – PARTE 1



Não é somente mais uma banda de músicos jovens que se conheceram na escola e resolveram tocar para a galera.
É uma banda de Rock.
É uma banda de Tarauacá.
É uma banda que toca músicas próprias.
É uma banda que há mais de 04 anos ensaia no fundo do quintal da minha casa.
É uma banda que sobrevive tocando rock numa cidade onde imperam o brega, o forró, o dance e outros modismos.
É uma banda que sofre discriminação política do prefeito da cidade porque dois de seus componentes são filhos do Accioly e ele é um comunista convicto.
É uma banda onde seus jovens músicos não se limitam apenas com o óbvio. Eles militam na União da Juventude Socialista e sonham com a liberdade.
O fato de tocarem rock já é uma demonstração de rebeldia saudável.
É uma banda que leva o nome da nossa cidade.
TK – 7dois1
TK – Abreviação do nome Tarauacá.
7dois1 – Número do endereço da minha casa.

Giovanni – Guitarra e voz
Nilson Filho – Teclado e voz
Leandro – Bateria
Randim – Guitara
Milton – Baixo
Janaína – Vocal


Conheça mais a banda Tk 7dois1
Ouça e baixe suas músicas

http://myspace.com/tk7dois1
http:fotolog.com/bandatk7dois1

Estrangeiros dominam 70% das informações sobre a Amazônia


Relato é feito por diretores do Inpa a deputado acreano durante reunião com a direção do instituto, em Manaus.


Em visita ao Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) o deputado Fernando Melo (PT-AC) ouviu um desabafo do diretor Adalberto Luiz Val: a pesquisa na Amazônia está nas mãos de estrangeiros. Melo é membro da Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados e tem visitado centros de ciência e tecnologia, em busca de apoio ao resgate à mandiocultura no Acre e na Amazônia.

Val e o coordenador de Extensão do Inpa, Carlos Roberto Bueno, mostraram as instalações do instituto à comitiva do deputado. O diretor foi receptivo ao projeto sócio-mandioqueiro acreano proposto por Melo e disse que o Inpa está disposto a ajudar no que for possível. "O projeto está dentro daquilo que se pensa para a Amazônia, que é preservá-la e utilizá-la de forma racional. Até agora, houve avanço no monitoramento da floresta, mas pouco foi feito pela questão social, pelas populações tradicionais”, afirmou.

Pouco investimento

Val também forneceu dados importantes, segundo os quais o País não dá o valor que a Amazônia merece. Segundo ele, 70% das informações que se têm da região são resultantes de pesquisas feitas por estrangeiros. A Amazônia produz 10% do PIB do Brasil, no entanto, só recebe 2% das riquezas que produz para investimentos em pesquisa.
Faltam pesquisadores. O Inpa, por exemplo, possui duzentos profissionais e destes, 90% têm idade igual ou superior a 50 anos. O instituto quer fortalecer sua atuação no Acre, onde possui uma unidade. Mas depende de autorização para contratar pessoal. Os pesquisadores que atuam no Estado são deslocados de Manaus para Rio Branco, onde ficam apenas por determinado período.

Também foi discutida no encontro a possibilidade de o INPA, com o apoio do gabinete do deputado FM, promover audiência pública com o objetivo de fortalecer a sua presença no Acre. O deputado esteve na Coordenação de Pesquisa em Ciências Agronômicas, onde foi recebido pelo doutor Newton Paulo de Souza Falcão Jr, que é o coordenador. Outros pesquisadores também participaram da conversa.

Kelly Souza (jornal notícias da hora - 07.07.08)

domingo, 6 de julho de 2008

Festival do Açaí de Feijó se afirma como um dos grandes eventos do Acre.




A 9ª edição do Festival do Açaí de Feijó consolida o evento como um dos mais esperados e importantes do Estado. O festival reune milhares de pessoas de todo o Estado do Acre e de parte do Amazonas, na avenida Beira Rio, às margens do Rio Envira na região central de Feijó. Feijó produz o melhor açaí da região e o evento, com a abertura da BR 364, aquece a economia do município, valoriza o turismo e a integração no Estado¨.
A praça de alimentação do festival é composta de muitas barracas que oferecem diferentes opções a partir do açaí. Além do vinho, molho, pão, bolo, torta e doces, entre outros. Shows musicais, concurso da garota açaí, atividades esportivas e muitas atrações, movimentam a cidade durante quatro dias.O Festival do Açai ocorre na segunda semana do mês de Agosto em pleno verão.Venha participar

Creiam! Manoel Machado ja foi Governador do Acre (Blog do Leonildo Rosas)




Não faz tanto tempo assim, houve um Acre em que o folclórico deputado estadual Manoel Machado assumiu ao posto de governador do Estado.

Ele era presidente da Aleac e posou na sacada do Legislativo apontando para o Palácio Rio Branco dizendo que um dia iria assumir os destinos do Acre.

Felizmente, não assumiu. Machado entrou na história pelas suas tiradas machadianas. Hoje, está no completo ostracismo.

Não foi apenas Manoel Machado que passou para o limbo da história. Muitos outros iguais a ele que faziam a política pequena seguiram o mesmo caminho.

Esses devem servir de exemplos para os atuais políticos. O Acre e os acreanos não aceitam mais conviver com homens públicos que se orgulhavam de tratar o dinheiro público como se privado fosse.

Conheça o Blog do Leonildo Rosas

VERÃO EM TARAUACÁ

JUVENTUDE DA COHAB FOI À PRAIA