CONTATO: gomesaccioly@gmail.com - 68 99775176

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

SINTEAC – TK - Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Município de Tarauacá é forte na luta política e inovador em políticas sociais.

A luta dos trabalhadores em educação de Tarauacá tem nome: SINTEAC, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação.

Com uma diretoria atuante política e administrativamente, uma categoria muito mobilizada e consciente de seus direitos, o Sinteac de Tarauacá destaca-se como um dos mais fortes e respeitados entre os municípios do estado. A luta dos trabalhadores em educação em Tarauacá é histórica.
O Piso Salarial dos professores é de R$ 1. 470,00 (um mil quatrocentos e setenta reais), talvez o maior do estado.
A diretoria investe no social e implanta uma política de valorização de seus associados.
Um Clube com duas piscinas, praça, salão para eventos e uma academia de ginástica, OrgulhA os associados.
Aulas de musculação, aeróbica localizada, natação e hidroginástica fazem parte do pacote de investimentos na saúde dos associados.
o SINDICATO oferece aulas de violão e teclado para associados e dependentes, sem falar que os associados do sindicato podem comprar mais barato no comércio local e têm acesso gratuito a internet através do Centro de Inclusão Digital da entidade.

FOTOS DAS ATIVIDADES DE HIDROGINÁSTICA, MUSCULAÇÃO E AERÓBICA.




















quarta-feira, 19 de novembro de 2008

O que o mundo espera de Barack Obama


Leonardo Boff

BLOG DO EDVALDO MAGALHÃES

Moisés Diniz defende aquisição de helicóptero e quarta ponte


O líder do Governo, deputado Moisés Diniz (PCdoB), disse não entender reações da oposição para a explicação do Deracre sobre as pistas de pouso de Porto Walter e Marechal Thamaturgo. Diniz lembrou que o diretor-presidente do Deracre respondeu às acusações de que as pistas estão danificadas dando explicações técnicas e em nenhum momento agrediu os parlamentares que fizeram as denúncias.

“Eu sempre defendo o direito constitucional e sagrado da oposição questionar as ações do governo, mas não entendo as reações da oposição em relação às explicações do diretor do Deracre”, comentou, afirmando que deu por encerrado o debate em torno da questão pelo fato de a oposição ter encaminhado a denúncia para apuração do Ministério Público Federal.
Com relação à compra de um helicóptero pelo Governo, Moisés disse achar estranha a polêmica travada em plenário, já que o Estado não é totalmente interligado e, portanto, precisa de um meio de transporte ágil para atender regiões isoladas onde as pistas de pouso e decolagem não comportam aviões.
“Em Novo Porto, a pista de pouso foi feita na enxada e não tem mais condição de uso. Em caso de emergência, só se consegue sair de lá em cinco dias”, argumentou, lembrando que o helicóptero ficará sob o controle da Secretaria de Segurança Pública para uso da Defesa Civil, do Meio Ambiente e da Secretaria de Saúde.
Quanto ao sistema de compra da aeronave, Moisés Diniz explicou que seguiu a modalidade de pregão, considerado um dos mais democráticos e transparentes meios de aquisição de bens pela administração pública. “Basta acionar a Internet e concorrer. A Helibrás e a TAM participaram, a Helibrás apresentou a melhor proposta e venceu”, informou o deputado.
“Nós precisamos comemorar, pois o helicóptero vai salvar vidas”, disse Moisés, desaconselhando os deputados de oposição a entrarem com ações judiciais, pois todos os procedimentos para a compra do aparelho seguiram dentro da legalidade.
Quanto às críticas do deputado Donald Fernandes sobre quarta ponte, que ligará a Cadeia Velha à rua Seis de Agosto, Moisés Diniz afirmou que não entra no debate porque tem certeza de que a esmagadora maioria da população é a favor. Nesse assunto até o oposicionista N. Lima (DEM) apoiou o líder do Governo, pois é morador da Seis de Agosto. Donald defende a obra, mas desde que ligue o bairro da Sobral ao Segundo Distrito.

Fonte: Agência Aleac

FOTOS DE TK



Avenida Antônio Frota

Você contrataria um personal sexy?


Especialista ensina técnicas de sedução e de auto-estima para as mulheres

Acabar com a monotonia no casamento é desafio comum e que preocupa muitos casais. Técnicas de sedução e de auto-estima são muito eficientes para aliviar o problema, como bem sabe a personal sexy trainer Fátima Mourah.

Famosa pelos cursos e pelas palestras que oferece, ensinando as mulheres a se tornarem mais atraentes e terem mais prazer na elação amorosa, Fátima também é autora do livro Sexo, amor e sedução.

Como atrair a pessoa que nos interessa? Como se tornar mais sedutora para o parceiro? Como escolher a lingerie certa para cada situação? Como posso me conhecer melhor? Essas são algumas das dúvidas que chegam à consultora e cujas respostas aparecem no livro.

Fátima Mourah acredita que para seduzir é preciso que cada mulher saiba o que quer, que aceite e goste do seu corpo. Massagens, técnicas de toques, danças sensuais, striptease complementam o poder da conquista. Mas, para colocar a técnica adquirida em prática é preciso alguns cuidados. "A mulher não pode chegar em casa e sair dançando para o marido ou namorado. Isso deixaria o parceiro sem reação, e colocaria a mulher em uma posição constrangedora. É preciso o lugar e a hora certa para fazer isso", diz.

O livro Sexo, amor e sedução explica como preparar o ambiente e como inserir essas técnicas na rotina do casal, sem inibir o homem. Quarto com velas, conversas ao pé do ouvido, tudo muito sutil. Fazer isso em dia de campeonato? "Nem pensar! Homem nenhum gosta de ser surpreendido durante o jogo do seu time", adverte Fátima Mourah.

FONTE: SITE ECOS DA NOTÍCIA

POLÊMICA: Inca contesta exame de prevenção do câncer de próstata

O Instituto Nacional de Câncer (Inca) desaconselhou o rastreamento através dos exames de Antígeno Prostático Específico (PSA, na sigla, em inglês) e de toque retal para prevenção do câncer de próstata. A recomendação aos médicos foi publicada há dois meses, no site do instituto, e apóia-se em cinco estudos internacionais, que não comprovaram que esses exames tenham impacto na redução da mortalidade. Em 2007, o Sistema Único de Saúde (SUS) gastou R$ 35 milhões com a realização de 2,5 milhões de exames de PSA e 20 mil biópsias de próstata.
O médico sanitarista Marcus Valério de Oliveira, da Divisão de Gestão da Rede Oncológica do instituto, ressaltou que a recomendação é para os casos assintomáticos. "O Inca nunca recomendou essa prática, mas achamos que valia a pena deixar claro que não vale a pena usá-la como estratégia de saúde pública do Ministério da Saúde", disse ele. "Outra coisa é a relação individual médico-paciente no consultório", acrescentou Oliveira, esclarecendo que outros fatores, como o histórico do paciente, possam indicar a realização desses exames.
Segundo ele, a realização rotineira do toque retal e o rastreamento do PSA gera "um monte de biópsias e estresse desnecessário" nos homens. A explicação é que, após os 50 anos, é normal que o tamanho da próstata aumente, provocando uma dosagem maior PSA. Além disso, cerca de 30% dos exames feitos em cadáveres acima dessa idade, foi encontrado câncer na próstata, sem que essa tenha sido a causa da morte.
"A medicina ainda não consegue determinar com precisão em quais casos o câncer não irá evoluir, ou evoluirá de forma lenta", disse o médico. Uma intervenção precoce num câncer que não evoluiria pode comprometer a qualidade de vida do paciente com tratamento como quimioterapia e radioterapia, provocar impotência sexual ou infecções. (AE)

FONTE: SITE ECOS DA NOTÍCIA

terça-feira, 18 de novembro de 2008

II - FESTIVAL ABERTO DE TEATRO - TARAUACÁ ENVIRA

Tarauacá e Feijó congregam hoje em torno de 06 grupos de teatro. Os municípios podem ser considerados a nível de Estado, os que têm um processo de organização em temos teatral mais bem preparados. Com atuação e montagem mais freqüentes de espetáculos, apresentando resultado prioritário para essa ação. E tudo isso se deu com a realização do I FATTE (Festival Aberto de Teatro Tarauacá-Envira). A partir surgiram outros grupos, especialmente dentro das das escolas do município de Tarauacá.
O festival Aberto de teatro Tarauacá-Envira surgiu a partir de uma reunião entre a coordenação do grupo de Teatro Néctar (GTN) e representantes da Federação de Teatro do Acre (FETAC). Analisando as dificuldades dos grupos para participar do festival acreano é que decidimos ampliar e expandir o fazer teatral por toda regional Tarauacá-Envira. Decidimos, então. aderir à idéia de tentarmos a passar pelo processo seletivo e apresentarmor um projeto à Lei de Incentivo a Cultura do Governo do Acre.
Com a aprovação do nosso primeiro projeto, iniciou-se uma nova chance aos artistas de teatro da regional Tarauacá-Envira.
Em 2008 e com chance de ser aprovado novamente, começamos a nos preparar mais cedo e ao ser lançado o edital de 2008, nos escrevemos e então, mais uma vez, nosso glorioso projeto foi aprovado.
Para tentar melhorar cada vez mais nossas apresentações, o II FATTE agora conta com participações especiais de grupos de teatro de Cruzeiro do Sul, Feijó, todos os grupos de Tarauacá e uma apresentação infantil de circo.
Contando com todas essas novidades, esperamos que neste ano todos compareçam ao II Festival aberto de Teatro Tarauacá-Envira, no Teatro Municipal José Potyguara, de 21 a 25 de novembro, a partir das 19h00min, com apresentações no turno da tarde, a partir das 16h00min.
Importante ressaltar a importância que a DISRI supermercado financiou mais uma vez nesse projeto. Contamos ainda com o apoio da Federação de Teatro do Acre e realização do Grupo de Teatro Néctar.
Finalmente, só nos resta agradecer primeiramente a Deus por mais uma vitória, a todos que confiam no nosso trabalho e vê nosso esforço para o crescimento da nossa cultura teatral não só em Tarauacá, mais com total preocupação com os demais municípios da regional Tarauacá-Envira. (Félix Cavalcante)


www.tarauacá.com

Ibama abre 225 vagas de nível superior: R$ 4 mil


Vagas serão distribuídas por 22 estados brasileiros e no DF.
Cargo é de analista ambiental em seis áreas de atuação.
O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) abriu concurso para 225 vagas de analista ambiental. O salário é de R$ 4.115,37 para carga horária de 40 horas semanais ( veja aqui o edital ).
Confira lista de concursos e oportunidades

As vagas serão distribuídas por 22 estados brasileiros e o Distrito Federal, que terá o maior número de oportunidades: 74 (veja abaixo).

As vagas são para licenciamento e auditoria ambiental (52); regulação, controle e fiscalização ambiental (82); gestão, proteção e controle da qualidade ambiental (28); ordenamento dos recursos florestais e pesqueiros (29); conservação, manejo e proteção das espécies da fauna (28); estímulo e difusão de tecnologias, informação e educação ambiental (6).

O concurso é destinado a candidatos que tenham curso superior.

Os interessados em concorrer devem acessar o endereço eletrônico
www.cespe.unb.br/concursos/ibama2008, entre as 10h de 24 de novembro e as 23h59 de 16 de dezembro. A taxa é de R$ 60.

Estará isento do pagamento da taxa de inscrição o candidato que estiver inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), de que trata o Decreto n.o 6.135, de 26 de junho de 2007; e for integrante de família de baixa renda, nos termos do Decreto n.º 6.135, de 2007. A isenção deverá ser solicitada nos dias 25 e 26 de novembro.

A seleção será realizada por meio de provas objetiva e discursiva, com duração de 4 horas e 30 minutos. O concurso será realizado em todas as capitais brasileiras no dia 25 de janeiro de 2009, no turno da tarde.

Os locais e o horário de realização das provas objetivas e da prova discursiva serão publicados no Diário Oficial da União e divulgados na Internet, no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/ibama2008, nas datas prováveis de 14 ou 15 de janeiro.
Veja a distribuição das vagas:
Acre - 5
Alagoas - 4
Amapá - 5
Amazonas - 8
Bahia - 6
Ceará - 1
Distrito Federal - 74
Goiás - 1
Maranhão - 14
Mato Grosso - 21
Minas Gerais - 3
Pará - 29
Paraíba - 2
Paraná - 3
Pernambuco - 2
Piauí - 1
Rio de Janeiro - 7
Rio Grande do Norte - 3
Rio Grande do Sul - 4
Rondônia - 17
Roraima - 5
São Paulo - 4
Tocantins - 6

Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis
Inscrições
De 24 de novembro a 16 de dezembro
Salário
R$ 4.115,37
Vagas
225
Taxa de inscrição
R$ 60
Prova
25 de janeiro
Fonte: G1

Tratado de Petópolis

O Tratado de Petrópolis é um trabalho da diplomacia brasileira que mudou as referências nas relações internacionais. José Maria da Silva Paranhos Júnior, o Barão de Rio Branco, foi o diplomata responsável pela articulação e execução do tratado. Aos 17 de novembro de 1903, o Acre era, oficialmente, brasileiro.
O Governo do Acre produziu um vídeo que explica o contexto em que se efetivou o Tratado de Petrópolis. A produção do vídeo se deu em 2003, motivada pelas comemorações do “Centenário da Revolução Acreana”, com narração de David Sento-Sé e edição da agência de publicidade “Companhia de Selva”.
fonte: Agência de Notícia do Acre

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

RadCom Nova Era Fm comemora 05 anos em sintonia com a comunidade tarauacaense

Um jogo amistoso contra o time da Rádio Difusora Am, marcou o início das comemorações dos cinco anos de aniversário da Rádio Comunitária Nova Era Fm de Tarauacá. Pelo segundo ano consecutivo o time da Nova Era vence a Difusora.

O jogo aconteceu as 16 horas do sábado dia 15 de novembro no ginásio poliesportivo da cidade. A nova era venceu por 7 x 3 e a Difusora alegando estar desfalcada do poderosissimo craque e reporter ALBANIR MORAIS, do "perigoso" atacante Roberto Braga e mais, que o ala TATÁ estava com "destempero estomacal" pediu uma revanche para o próximo sábado. Nós da nova era aceitamos imediatamente.

Nova Era Fm: Em pé:Piu-Piu, Bismark, Abim, Accioly e Mario Rodolfo. Agachados: Ítalo, Leandro, Dui Rodrigues, Giovanni e F. Salles

Difusora Am: Em pé: ZéCarlos, Novato, Tatá e Nilson. Agachados: Cleiton Gomes, Gilberto Coelho e Railton Rodrigues

DJ GILBERTO


Los Acciolys e Los Moreiras (duas gerações do rádio)

Diretor Railton Rodrigues discute as estratégias da equipe.

Comemoração: Vitória Merecida

Comemoração

Confraternização entre as duas rádios.

Dj Jardes ergue o troféu.

domingo, 16 de novembro de 2008

HOMENS UNIDOS PELO FIM DA VIOLÊNCIA CONTRA MULHERES


www.homenspelofimdaviolencia.com.br

PERPÉTUA ALMEIDA - A DEPUTADA DOS ACREANOS



conheça o Blog da Perpétua

Perdas com Plano Verão podem ser requeridas na justiça até dezembro

As pessoas que tinham caderneta de poupança com aniversário entre 1º e 15 de janeiro de 1989 têm até 31 de dezembro deste ano para requerer na Justiça o pagamento das perdas monetárias em virtude do Plano Verão. A Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) estima que os bancos tenham que pagar cerca de R$ 100 bilhões relativos às perdas monetárias.

O advogado Eduardo Antonio Caram, do escritório Caram, Marcos Garcia e Tavares de Almeida Advogados Associados, explicou que, para reivindicar o pagamento, o poupador tem que ter em mãos o extrato da poupança. “Aquele que não tem o extrato bancário da poupança, terá que ir ao banco solicitar o documento. Ele terá que protocolar um requerimento, por escrito, pedindo os extratos da poupança de janeiro e fevereiro de 1989”, orientou Caram, em entrevista ao programa Revista Brasil, da Rádio Nacional.

De posse do requerimento, acrescentou o advogado, a pessoa deve procurar um advogado ou um juizado especial para entrar com uma medida judicial para interromper o prazo da prescrição. Sem o extrato da época, é impossível solicitar o pagamento das perdas, pois o documento é imprescindível para comprovar a data de aniversário da poupança.

O advogado aconselha as pessoas que estão tendo dificuldade em obter o extrato nos bancos que, de posse da petição feita à instituição financeira, procure um advogado, que deve ingressar com uma medida cautelar de exibição de documentos. “Essa ação visa, exclusivamente, a obter esses documentos que o banco têm dificultado a entrega. Inclusive, os juízes costumam aplicar multas diárias se o banco não entregar os documentos”.

De acordo com Caram, o pagamento das perdas monetárias relativas ao Plano Verão ocorre em virtude de uma falha legal provocada com a implantação do plano. “Na implantação do plano pelo governo [José] Sarney, houve uma legislação que passou a ter vigência em 16 de janeiro de 1989. Aquelas contas que tinham data de aniversário entre 1º e 15 de janeiro de 1989 foram corrigidas por um índice determinado por essa legislação que era totalmente ilegal”, explicou.

Para o advogado, a falha na legislação ocasionou perdas para os correntistas e gerou ganhos aos bancos. Por conta disso, na avaliação do advogado, os bancos são responsáveis pelo pagamento das diferenças. No entanto, devido a atual crise que tem afetado o sistema financeiro, Caram acredita que os bancos querem dividir o prejuízo com o Estado.

“Essa é uma questão que até metade desse ano não era discutida porque os bancos davam essas ações como perdidas. Mas, diante da crise internacional e como houve muita intervenção governamental financiando os bancos, as instituições financeiras querem jogar a responsabilidade para o Estado. Mas a responsabilidade não é do Estado e sim dos bancos privados”, assegurou.

Segundo ele, a responsabilidade de pagar as perdas não é do Estado porque os bancos privados ganharam muito com a mudança da legislação. “Imagine o quanto os valores se transformaram nas mãos dos bancos que são expert em transformar R$ 1 mil em R$ 1 milhão”, argumentou.

Para Caram, a possibilidade dos bancos recorrem ao Supremo Tribunal Federal (STF) para questionar a responsabilidade de pagamento da diferença monetária serve apenas para “melar” o direito dos correntistas de receber a diferença. “Essa possibilidade dos bancos recorrerem é uma forma de tentar evitar que as pessoas corram atrás do Poder Judiciário para reivindicar seu direito. Porque muita gente lê esse tipo de notícia e acha que não tem o direito ou que existe alguma medida judicial que não compensa para ele entrar na Justiça”, argumentou.

O advogado recomendou que as pessoas com caderneta de poupança a receber perdas monetárias com o Plano Verão recorram à Justiça, pois várias pessoas já conseguiram receber os valores a que têm direito.



Fonte: Agência Brasil

Veneno de cobra da Amazônia é vendido por US$ 31 mil



O comércio de animais, plantas, essências, sangue humano e até veneno de serpentes da Amazônia tornou-se um negócio bastante lucrativo no planeta. A constatação está no relatório da CPI da Biopirataria, encerrada em 2005.
Depoimentos revelam que o grama do veneno da cobra coral é comercializado por US$ 31 mil e uma arara canindé custa US$ 1,8 mil. A venda de veneno de cobra e essências de plantas tornou-se corriqueira em algumas regiões brasileiras. Ele aponta a pouca fiscalização como causa principal.
Durante as investigações, a CPI da Biopirataria se deparou com outros dados preocupantes. Os deputados ficaram sabendo que uma espécie de cobra jararaca contrabandeada da Amazônia vale hoje mais de US$ 1 mil , e uma aranha-marrom, US$ 800. Eles também descobriram que sapos amazônicos podem custar de US$ 300 a US$ 1,5 mil e besouros coletados na região do rio Solimões, no Amazonas, podem valer até US$ 8 mil.
O professor Gonzalo Enriquez, professor da Universidade Federal do Pará (UFPA), avalia esse tipo de comércio só vai diminuir quando o governo investir no controle da biopirataria. Para ele, “a inércia governamental tornou o Brasil refém dos detentores das tecnologias da ponta, que buscam de forma arbitrária a transferência de recursos genéticos para suas indústrias, principalmente a farmacêutica”.
Enriquez lembra que o tráfico de animais silvestres movimenta hoje de US$ 10 a US$ 20 bilhões no mundo. No Brasil, segundo os cálculos do professor, a cifra atingiu US$ 1,5 bilhão ao ano. Isso representa cerca de 40 mil animais silvestres. “A situação é muito grave”, reconhece o coronel Antônio Carlos de Brito Azevedo, comandante do Batalhão de Polícia Ambiental do Pará. Azevedo diz que as extensas fronteiras amazônicas, aliado à pouca fiscalização e à documentação esquentada, facilitam a prática da biopirataria.

“Para combater a biopirataria, a saída é promover e incentivar a pesquisa e o desenvolvimento para o conhecimento e a exploração da diversidade biológica do País”, sugeriu Ione Egler ao depor na CPI. Egler atuava como coordenadora de Políticas e Programas de Pesquisa em Biodiversidade, Ministério da Ciência e Tecnologia.
Terra preta contrabandeada
Outro tipo de saque foi revelado pelo professor Frederico Arruda, da Universidade Federal do Amazonas (Ufam). De acordo com ele, a terra preta, uma espécie de rocha que só existe ao longo dos rios Negro e Nhamundá, no Amazonas, vem sendo saqueada de nós, juntamente com o material arqueológico nela contido. Essa terra estaria sendo levada para os Estados Unidos e Europa para melhorar a qualidade de solo nas regiões agricultáveis.

Arruda também que as rãs Phyllomedusa bicolor, conhecida popularmente por sapo kampô, têm sido alvo de biopiratas. Esse tipo de rã é contrabandeado devido a seu potencial farmacológico. A Phyllomedusa contém demorfinas e foi contrabandeada para a Europa, especificamente para a Itália, a partir do rio Javari, pela antropóloga Katharine Milton, da Universidade da Califórnia. Segundo Arruda, os biopiratas têm usado índios para retirar material genético e essências de plantas e animais da Amazônia.

No seu depoimento à CPI, o professor Frederico Arruda contou ter sido alvo, há mais de duas décadas, de tentativa de cooptação para a prática de biopirataria. Segundo Arruda, os aliciadores seriam os italianos Franco Caneva, da empresa Simes, de Milão, Itália, e Vittorio Krispamer, do Istituto di Farmacologia Médica da Universidade de Roma. “Eles queriam que eu enviasse para o exterior, pelos correios, plantas e peles da rã Phyllomedusa”, contou. Em troca do serviço, os italianos teriam prometido dinheiro e co-autoria em trabalhos científicos.

Chico Araújo
FONTE: www.tribunadojurua.com

Binho cria comitês Executivo e do Legado da candidatura do Acre à sede da Copa 201



Decreto nomeando integrantes foi assinado neste sábado. Jorge Viana e Marina Silva são os presidentes

O governador Binho Marques assinou neste sábado, 15, o decreto que cria os comitês Executivo e do Legado da Candidatura Rio Branco - Acre como Sede Verde da Copa do Mundo Fifa 2014. O decreto diz que ao Comitê Executivo cabe elaborar e gerenciar o plano estratégico de ações para o desenvolvimento e a promoção da candidatura acreana, articulando-se com os demais órgãos e instituições públicas ou privadas, nacionais ou internacionais, além de realizar todas as demais ações visando a promoção do projeto.
O Comitê Executivo tem a seguinte composição: Jorge Viana (presidente); Raimundo Angelim (prefeito de Rio Branco), Cassiano Marques (secretário de Esportes, Turismo e Lazer); Aníbal Diniz (assessor especial do Governo); Gilberto Siqueira (secretário de Estado do Planejamento); Antônia Francisca de Oliveira (secretária municipal de Planejamento de Rio Branco); Wolvenar Camargo (secretário de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas de Rio Branco); Luiz Volpato (coordenador técnico do projeto), e George Pinheiro (presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Acre -ABIH/AC).
O Comitê do Legado, cuja competência é sistematizar e acompanhar as políticas públicas reflexas ou relacionadas à candidatura, tem como integrantes a senadora Marina Silva (presidente); Jorge Viana (Fórum de Desenvolvimento Sustentável do Acre); Nazareth de Araújo Lambert (procuradora-geral do Estado); Antônio Alves (assessor especial do Governo do Acre); Eufran Amaral, secretário de Estado do Meio Ambiente; Arthur Leite (secretário municipal de Meio Ambiente de Rio Branco); e Gildo César Rocha (secretário municipal de Serviços Urbanos de Rio Branco). "Estamos dando mais um passo para fazer do Acre sede da Copa do Mundo", resumiu o ex-governador Jorge Viana. "Cada etapa que nos pedem é sinal que estamos avançando", completou a senador Marina Silva, presidente do Comitê do Legado.

(Edmilson Ferreira)
FONTE: www.ecosdanoticia.com.br

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

O AMOR É LINDO E MARAVILHOSO

Enquanto ela se alimenta, ele a come


Aconteceu na rádio TUPI FM 104,1 em São Paulo:

Locutor: - Quem fala?

Ouvinte: - É o Vicente.

Locutor: - De onde, Vicente?

Ouvinte: - Lapa!

Locutor: - Olha aí, Vicente da Lapa! Valendo o kit com camiseta e CD do Edson e Hudson. Presta atenção! Qual é o país que tem duas sílabas e se pode comer uma delas? Prestou bem atenção? Há um país com 2 sílabas e 1 delas é muito boa para se comer.

Dez segundos para responder...

Ouvinte: - CUBA!

Locutor: (mudo por alguns segundos e algumas risadas no fundo) - Tá certo, senhor Vicente! Vai levar o prêmio pela criatividade. Mas aqui na minha ficha estava escrito JAPÃO.

A Morte do Senador:

Um senador está andando tranqüilamente quando é atropelado e morre.
A alma dele chega ao Paraíso e dá de cara com São Pedro na entrada.
-'Bem-vindo ao Paraíso!'; diz São Pedro:
-'Antes que você entre, há um probleminha.
Raramente vemos parlamentares por aqui, sabe, então não sabemos bem o que fazer com você.
-'Não vejo problema, é só me deixar entrar', diz o antigo senador.
-'Eu bem que gostaria, mas tenho ordens superiores. Vamos fazer o seguinte:
Você passa um dia no Inferno e um dia no Paraíso. Aí, pode escolher onde quer passar a eternidade.
-'Não precisa, já resolvi. Quero ficar no Paraíso diz o senador. '
-'Desculpe, mas temos as nossas regras. '
Assim, São Pedro o acompanha até o elevador e ele desce, desce, desce até o Inferno.
A porta se abre e ele se vê no meio de um lindo campo de golfe.
Ao fundo o clube onde estão todos os seus amigos e outros políticos com os quais havia trabalhado.
Todos muito felizes em traje social.
Ele é cumprimentado, abraçado e eles começam a falar sobre os bons tempos em que ficaram ricos à custa do povo.
Jogam uma partida descontraída e depois comem lagosta e caviar.
Quem também está presente é o diabo, um cara muito amigável que passa o tempo todo dançando e contando piadas.
Eles se divertem tanto que, antes que ele perceba, já é hora de ir embora.
Todos se despedem dele com abraços e acenam enquanto o elevador sobe.
Ele sobe, sobe, sobe e porta se abre outra vez. São Pedro está esperando por ele.
Agora é a vez de visitar o Paraíso.
Ele passa 24 horas junto a um grupo de almas contentes que andam de nuvem em nuvem, tocando harpas e cantando.
Tudo vai muito bem e, antes que ele perceba, o dia se acaba e São Pedro retorna.
-' E aí? Você passou um dia no Inferno e um dia no Paraíso.
Agora escolha a sua casa eterna. ' Ele pensa um minuto e responde:
-'Olha, eu nunca pensei... O Paraíso é muito bom, mas eu acho que vou ficar melhor no Inferno. '
Então São Pedro o leva de volta ao elevador e ele desce, desce, desce até o Inferno.
A porta abre e ele se vê no meio de um enorme terreno baldio cheio de lixo.
Ele vê todos os amigos com as roupas rasgadas e sujas catando o entulho e colocando em sacos pretos.
O diabo vai ao seu encontro e passa o braço pelo ombro do senador.
-' Não estou entendendo', - gagueja o senador - 'Ontem mesmo eu estive aqui e havia um campo de golfe, um clube, lagosta, caviar, e nós dançamos e nos divertimos o tempo todo. Agora só vejo esse fim de mundo cheio de lixo e meus amigos arrasados!!!'
Diabo olha pra ele, sorri ironicamente e diz:
-' Ontem estávamos em campanha. Agora, já conseguimos o seu voto... '

Carta da ex para o ex (MAIS UMA DO PALAZZU)

Leiam é muito engraçado!!!

Carta da mulher escrevendo ao marido...

Querido,

Estou escrevendo esta carta para dizer que vou lhe deixar para sempre.
Fui uma boa mulher para você durante sete anos e não tenho nada a
provar.
As duas últimas semanas foram um inferno!!!
O seu chefe me ligou para avisar que você havia saído do emprego e
isto foi a última gota.
Na semana passada, chegou em casa e não notou que eu tinha um novo
penteado e tinha ido à manicure.
Cozinhei a sua refeição preferida e até usei uma nova lingerie...
Chegou em casa, comeu em dois minutos e depois do jogo foi dormir.
Nunca mais disse que me ama, nunca mais fizemos sexo...
Ou está me enganando ou já não me ama mais...
Seja qual for o caso, vou lhe deixar!!!
P.S.: - Se quiser me encontrar, desista!!! O Júlio, aquele seu "melhor
amigo" das noitadas de boliche, e eu vamos viajar para o Nordeste e
vamos nos casar!
Ass.: Sua ex-mulher

Resposta do ex-marido

Querida ex-mulher,

Nada me fez mais feliz do que ler a sua carta... É verdade que
estivemos casados durante sete anos, mas dizer que você foi uma boa
mulher é exagero... Me concentro no futebol para tentar não lhe ouvir
resmungar a toda hora.
Assim não valia a pena!!! Realmente reparei que tinha um novo penteado
na semana passada, a primeira coisa que me veio à cabeça foi "parece
um homem!".
Mas a minha mãe sempre me disse para não dizer nada que não fosse
bonito ou agradável... Quanto à refeição preferida, você deve ter
confundido com a do meu melhor amigo Júlio, porque deixei de comer
porco há sete anos... Fui dormir porque reparei que a lingerie ainda
tinha a etiqueta do preço.
Rezei para que fosse uma coincidência, o meu melhor amigo me pedir
emprestado R$ 100,00 e a lingerie ter custado R$ 99,99... Depois de tudo isto, eu
ainda lhe amava e senti que poderíamos resolver os nossos problemas...
Assim quando descobri que eu tinha ganho na Loteria, deixei o meu
emprego e comprei duas passagens de avião para o Tahiti.
Mas, quando cheguei em casa você já tinha ido... O que vou fazer
agora? Tudo acontece por alguma razão... Por isso acredito em Deus!
Espero que você seja feliz e que tenha a vida que sempre sonhou.... O
meu advogado me disse que devido à carta que você escreveu, você não
terá direito a nada!!!! Portanto se cuida!!!

Assinado: Milionário, Bonitão, Gostosão e Solteirão

Quem não faz, leva!


BLOG DO EDVALDO MAGALHÃES

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Você entendo o que lê? (Mariana Aguirre)


O número de analfabetos no país tem diminuído, diz o Ministério da Educação. Porém 21,6% (dados de 2007) da população brasileira e analfabeta funcional. E por essa definição o MEC entende pessoas com mais de 15 anos que estudaram até a 4ª série ou menos.
Mas, num panorama extraoficial, analfabeto funcional é aquele que mesmo sabendo formar palavras e ler, lê e não entende.
E, em tempos de inclusão digital isso se torna um perigo. As informações pululam de todos os lados, a todo instante. A internet abre espaço para descontração, ironia, informalidade e o bom e velho ‘achismo’. Aos leitores, além de saberem separar o tal do joio do trigo, espera-se que não levem tão a sério o que circula pela rede.

No mundo virtual, o espaço é de todos. A informação jorra e cada um faz uso dela como bem entender, eu sei. Mas, o número de comentários que lemos por aí, mostra o quanto as pessoas têm deficiências na compreensão. E não falo só de blogs, grandes portais noticiosos sofrem com o analfabetismo funcional. São pessoas lendo um amontoado de palavras, destacando algumas e fazendo um livre ‘discurso’ sobre aquilo que não entenderam.
E de quem é a culpa? Textos mal escritos? Acontece muito. Mas, a educação do país é falha. Passamos a vida escolar interpretando textos: De quem a Mariazinha gostava? Quem deu o presente para o Joãozinho?
Questões super vitais para a vida de qualquer cidadão. Fosse eu professora, proporia interpretações da vida real. Pega o jornal, interpreta os fatos do dia, entende o que acontece no mundo. Muitas professoras devem fazer isso, eu imagino. Porém, penso que deveria fazer parte do currículo obrigatório. Trazer as crianças pra vida desde cedo.
Entender que no mundo em que elas vão crescer a informação que transborda por todos os lados, se bem utilizada, pode mudar alguma coisa no mundo. Nem que seja apenas para criar discussões de nível, onde pessoas entendem o que lêem e colaboram com o debate de forma construtiva.
extraído de (http://divadiz.com)

Ayahuasca pode ser patrimônio nacional


Entidades religiosas do Acre saem otimistas de audiência em Brasília e aguardam parecer técnico previsto para 26 de novembro.

Existe legitimidade social no pedido de reconhecimento do chá ayahuasca como patrimônio da cultura imaterial do Brasil. A afirmação foi feita na manhã de ontem, em Brasília, pelo presidente do Instituto do Patrimônio Artístico e Histórico Nacional (Iphan), Luis Fernando de Almeida, aos representantes de entidades ayahuasqueiras que utilizam o chá com fins religiosos no Acre.

A notícia deixou bastante animada a deputada federal Perpétua Almeida (PC do B), uma das articuladoras da proposta de reconhecimento que merece apoio integral do Governo do Acre. O processo de reconhecimento já foi aberto com aval da Gerência de Registros do Iphan, ainda no final de maio, durante a visita do então ministro da Cultura, Gilberto Gil, ao Acre.

“Espero que possamos celebrar, em breve, este registro”, disse na época o ministro ao governador acreano, Arnóbio Marques, que agiu como porta-voz político em defesa do reconhecimento da ayahuasca. “Se nós não contarmos a nossa história, nos perderemos no tempo”, comentou Perpétua Almeida, para quem “esta é a uma religião genuinamente brasileira e tem apelo mundial por simbolizar também a preservação da floresta”. Ela agendou a audiência de ontem e fez questão de reunir as entidades interessadas em ouvir o Iphan.


“Saibam que não iremos pôr uma pedra em cima deste processo”, disse ainda Luis Fernando, criando expectativas bastante positivas sobre o desfecho da reunião da Câmara Técnica do Iphan, marcada para o próximo dia 26. Os cinco membros da câmara, todos com notório saber em história, sociologia, arqueologia e antropologia, emitirão um parecer sobre a pertinência dos documentos apresentados até então.

“Foi muito bom saber que o Iphan está menos distante da Amazônia”, opinou o presidente da Fundação Garibaldi Brasil, Marcus Venícius. O presidente da Fundação Elias Mansour, Daniel Zen, informou que “o Estado do Acre faz uma defesa intransigente do reconhecimento por entender quer a Ayahuasca estabeleceu bases de diferentes tradições espirituais”.

“Não queremos um reconhecimento rápido e temeroso, mas algo definitivo, justo e merecido. A nossa ansiedade é grande, mas é preciso esperar até que a burocracia legal se esgote”, ressaltou o jornalista Antônio Alves, que na reunião representou o Centro de Iluminação Cristã Luz Universal - Alto-Santo.

“O encontro foi proveitoso e a gente vai ficar na expectativa de boas novas daqui a duas semanas”, disse o representante do Centro Espírita e Culto de Oração “Casa de Jesus – Fonte de Luz”, Francisco Hipólito. Edson Lodi, do Centro Espírita Beneficente União do Vegetal, considerou que a receptividade do Iphan “é uma motivação para que o reconhecimento da ayahuasca se manifeste por boas práticas ambientais e culturais”.
Encaminhamentos
A assessoria do Iphan informou que o parecer técnico seguirá para análise do Conselho Consultivo do órgão, que pode sugerir os seguintes caminhos: encaminhar a liberação imediatamente o processo ou orientar pela confecção de inventários com informações novas sobre o assunto.

O uso do chá pra fins religiosos nas áreas urbanas está prestes a completar seu primeiro centenário. As religiões ayahuasqueiras acreanas vivem seu melhor momento. Assimiladas por outras fés e reconhecidas pelas autoridades, vêem seu número de adeptos subir 10% ao ano, de acordo com registro da Revista Galileu. (Assessoria)

terça-feira, 11 de novembro de 2008

FESTIVAL DA CANÇÃO TARAUACAENSE – FECANTA – XVIII EDIÇÃO – EM 2008, O FESTIVAL DOS FESTIVAIS

Tarauacá é mesmo uma cidade musical, um celeiro de bons músicos e de um povo cantador.
Será realizada em breve a décima oitava edição do Festival da Canção Tarauacaense – o FECANTA. Talvez na história do Acre nenhum outro município tenha insistido tanto em sua própria produção musical.
Desde a década de 80 quando alguns jovens sonhadores e irreverentes começaram a organizar as primeiras edições até os dias de hoje, a luta pra descobrir e revelar os talentos da terra ao som de uma boa viola.
Em 2008 o evento será promovido pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação – Sinteac, financiado pelo governo do Estado do Acre e patrocinado pela Disri Supermercado.
A coordenação do evento reuniu os artistas locais e juntos decidiram realizar um festival que pudesse rebuscar as produções das edições passadas. Será realizado o FESTIVAL DOS FESTIVAIS. Serão intérpretes já conhecidos dos festivais passados como Mil, Pazinha, Augusto Pires, Altemir Sampaio, Rogério Craveiro, Shula, Diouro e Adomir, juntando-se as novas gerações como Martinha, Randersom Brasil, Janaína, Renato, Giovanni,... Serão velhas composições para novos arranjos e novas interpretações.
Composições como Arame Farpado, Txai, Tempo, Queimadas Assassinas, Filhos do Sol, Mãe Senhora e Rainha, Recomeçar, Santa Natura, Visões do Terceiro Milênio e outras.
No dia 06 de dezembro, o Swing Clube será o palco dos artistas Tarauacaenses.
É a vitória da cultura em nossa cidade.
Os ensaios já começaram.