CONTATO: gomesaccioly@gmail.com - 68 99775176

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

TARAUACÁ: VEM AÍ A COPA INTER BAIRRO DE FUTSAL 2017.


A Prefeitura de Tarauacá, através da Secretaria de Cultura, Turismo e Desporto, estará realizando o campeonato Inter-bairro de futsal 2017, que envolve participantes de todos os bairros do município. 

O competição, que já se tornou tradicional do município e entra na sua 17ª edição, está prevista para iniciar no dia 01 de setembro com a realização do torneio início.

De acordo com o gerente de esportes Rangelles Viana, o objetivo do evento é promover a prática do esporte como instrumento de mobilização e integração social. “Esperamos que essa Copa seja uma grande festa esportiva e que proporcione bons momentos a todos os atletas numa competição de respeito uns aos outros, cada um usando sua habilidade técnica para contagiar o público”, destacou.

Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Tarauacá

Quem é Accioly, o amigo-bomba de Aécio

Este artigo está sendo republicado à luz da notícia de que Alexandre Accioly negocia delação com a Lava Jato.

Em seu depoimento à Lava Jato, Henrique Serrado do Prado Valladares, ex-vice-presidente da Odebrecht, contou que Aécio Neves recebeu R$ 50 milhões em troca de apoio ao consórcio da Odebrecht com a Andrade Gutierrez que disputou o leilão das usinas de Santo Antônio e Jirau, no Rio Madeira.

O dinheiro teria sido depositado numa conta secreta em Cingapura em nome do empresário Alexandre Accioly, dono da academia BodyTech e velho amigo de Aécio - é padrinho de um de seus filhos.

Numa passagem, Valladares fala que encontrou os dois num restaurante no Rio de Janeiro. Estavam em companhia de Diogo Mainardi, um dos donos do blog Antagonista, vazador oficial da Lava Jato.

“Eu tinha ido para aquele restaurante, Gero, com a minha esposa para jantar. E estavam lá Aécio Neves sentado com Accioly, mais o cara que faz o Manhatann Connection… o Diogo Mainardi. Estavam reunidos na mesma mesa”, afirma.

“Na despedida, o governador Aécio Neves disse a mim: ‘Olha, Henrique, o Dimas Toledo [então diretor de Furnas], nosso amigo comum, vai lhe procurar’. Simplesmente isso. E se despediu de mim”.

Continua: “Então, (um dia) o Dimas me traz um papelzinho com o nome do Accioly, eu sabia que era amigo do governador. Eu me recordo que é em Cingapura a conta. Não é Suíça, não é Bahamas, é Cingapura”.

Mainardi alega que é mentira. “Cruzei com os dois no Gero – mais de uma vez – e sempre os cumprimentei”, escreveu.


“É evidente que eu não teria o menor problema em admitir um jantar com Aécio Neves e Alexandre Accioly”.

É amigo deles?

Quem é Accioly?

Em 2012, a extinta revista Alfa, que eu dirigia, fez um perfil de quem Valladares chamou “playboy”, assinado por Marcelo Zorzanelli, hoje um dos membros do Sensacionalista.

Transcrevo alguns trechos:

Ainda garoto, o carioca Alexandre Accioly traçou um objetivo para si próprio: viver bem. “Não queria ficar rico. Eu queria conhecer a Disney”, diz. “Mas nunca tive ninguém me bancando. Fui com o meu dinheiro aos 27 anos.” Aos 49, ele frequenta com a mesma desenvoltura a seção de economia e as colunas sociais.

Empresário desde os 17 anos, fez uma série de bons negócios desde que montou uma agência de figurantes no fim dos anos 1970 – teve um jornal de classificados de carro, outro de esportes, vendeu revistas, montou um centro de telemarketing, uma produtora de shows, uma rede de academias, restaurantes de luxo, uma marina em Angra dos Reis – e ficou amigo de alguns dos homens mais poderosos e influentes do país, que o consideram um “irmão”.

(…)

“Aos 8 anos, agenciei alguns amigos como engraxates. E os ensinei a, de noite, se sujar de graxa para pedir dinheiro. Eu ficava com metade. Até que uma das mães descobriu e acabou com o meu negócio.”

“Minha avó tinha uma boa pensão do exército, que bancava a família toda. Ela havia me ajudado a montar um jornal de classificados de automóveis. Aí veio o Plano Collor e quebrei. Logo depois, ela foi atropelada e morreu. Quando acabou o dinheiro, lembrei que ia com ela todo mês sacar a pensão… [Aciolly interrompe a entrevista e diz: Você publicando isso eu vou ser preso… mas, pode publicar. Acho que já prescreveu]. Depois que ela morreu, fui lá e a máquina começou a cuspir dinheiro. Que alegria! Vivemos mais de um ano com essa pensão, até eu começar a ganhar algum de novo.”

“Há dois anos, dei uma longa entrevista para uma revista mensal [a Piauí]. Um belo dia, minha assessora me disse que o diretor de redação [Mario Sergio Conti] queria jantar comigo. A primeira pergunta que ele me fez: `Alexandre, você, com a sua vaidade, sempre coloca seu nome nas suas empresas. Como você se sente no caso do restaurante Fasano? Ficar no segundo plano não te incomoda? Eu me debrucei sobre a mesa e disse: `Cara, eu adoro gozar com o p** dos outros. O que me importa é dinheiro no bolso, meu nêgo.”

“Eu não falo inglês. Por isso, sempre brincava quando começava a namorar: se a mulher não falasse inglês, terminava logo, porque aí não dava para viajar.”

“Eu tomava decisões de risco na minha empresa de telemarketing. Não tinha dinheiro para investir e minha carga tributária era de 40%. Eu ia pagar imposto ou comprar computador e pagar salário? Eu falei: `No c*, imposto!. Só pagava os impostos dos funcionários. E nunca admiti que falassem que eu era sonegador. Fui inadimplente por mais de dois anos. Foi o dinheiro mais caro que eu já peguei emprestado, paguei uma multa gigante.”

“O Unibanco estava procurando uma empresa de call center à qual se associar. Aí nos reunimos com o conselho do banco. Estariam lá o [Jorge] Bornhausen, o [Tomas] Zinner e o Pedro Moreira Salles. O Urquiza, meu sócio, me pediu uma semana inteira para eu não falar palavrão. Na reunião, comecei: `P*** que o pariu! C******! Meu sócio está há uma semana me pedindo para não dizer palavrão. Esse filho da p*** veio até aqui falando na p**** do meu ouvido. Senhores: se formos sócios, vocês vão ouvir muito palavrão. Gargalhadas gerais. No fim, o Pedro Moreira Salles falou: `Tchau, sócio.”

“Tenho dois amigos bem palhaços. Álvaro Garnero, primo da Astrid [Monteiro de Carvalho, com quem Accioly teve um filho após um relacionamento de uma noite], e meu querido Aécio Neves. A única pessoa que sabia que eu tinha tido algo com a Astrid era o Aécio. Abro uma revista de fofoca e vejo a Astrid numa matéria enorme com o Antônio [filho de Accioly que foi criado até 1 ano e três meses pelo então marido de Astrid, o empresário Marcos Campos]. Nesse dia, o Aécio me liga: `Já viu seu filho na revista?’. Eu falei: `Ah, Aécio, vai se f****!’. Um mês depois, primeiro de abril, toca o celular. Era o Álvaro Garnero, que estava em Lisboa. Ele me disse: `Cagada geral. Se tocar o telefone, não atende. A Astrid reuniu a família inteira e disse que o Antônio é seu filho!’. Quando ele falou aquilo, parecia tão verdade… E então ele começou a rir e eu ouvi a risada do Aécio no fundo. Eu não tinha me tocado que ele também estava em Portugal.”

“Fui fazer um jantar para o Boni, que entende tudo de vinho. Eu vou fingir que entendo? Comprei o vinho mais caro, que aí não tinha como errar. Eu aplico isso na vida.”

Por Kiko Nogueira, no blog Diário do Centro do Mundo:

TARAUACÁ: CÂMARA DE VEREADORES HOMENAGEIA POLÍCIA MILITAR


Os Policiais Militares lotados no 7° Batalhão da PM de Tarauacá receberam uma Moção de Aplausos da Câmara de Vereadores. O autor da propositura, o presidente Carlos Tadeu (PC do B) disse, utilizando a letra de uma canção da Polícia Militar do Rio de Janeiro, “ser policial é, sobretudo, uma razão de ser. É enfrentar a morte, mostrar-se um forte no que acontecer”. Para ele, o policial em cada ação realizada, tem sempre um coração pronto a agradecer. Destacou o tenente-coronel, Jefferson Ruiz que sob seu comando a PM tem atendido e realizado um excelente trabalho em prol de toda comunidade.

A homenagem foi entregue em sessão ordinária da Câmara de Tarauacá, na manhã desta terça-feira, 22, e contou com as presenças dos vereadores Príncipe (PT), Valdor do Ó (PMDB), Raquel de Sousa (PT), Janaína Furtado (REDE), Cacique Nasso (PC do B), Lauro Benigno (PC do B), Ezi Aragão, (PT) e Radamés Leite (PSB), além do tenente Abreu e da aluna Cabo, Hálida Valéria, cabos, sargentos, soldados e tenentes do 7° Batalhão da Polícia Militar de Tarauacá.

Eu quero falar um pouco sobre o trabalho que a Polícia Militar vem desenvolvendo em Tarauacá e região, que reflete positivamente em nossa vida. Eu começo perguntando: Alguém aqui poderia sair de casa tranqüilo sem a polícia nas ruas? Certamente a resposta é NÃO. 

E a Polícia local tem dado provas constantes de sua atuação eficiente em diversas ocorrências, principalmente no combate ao tráfico de drogas, um mal que nos preocupa cada dia mais. Os policiais militares fazem um trabalho importante com crianças e jovens (PROERD) com o brilhante trabalho da aluna Cabo Hálida Valéria, ajudando a evitar que eles entrem para o mundo das drogas e que são comprovados exemplos positivos. Vale relembrar ainda, o dia a dia dos nossos heróis policiais, momentos em que eles salvam vidas e recuperam bens roubados. 

O Tenente-Coronel Jefferson Ruiz, por sua vez, também falou de seu orgulho, não só pelo fato de ter sido homenageado, mas por comandar a Unidade que é tida como referência no Estado e que durante o período que o BOPE esteve em Tarauacá, foi feito um treinamento dos militares no Batalhão de Operações Policiais Especiais.

“Estamos todos convictos que o reconhecimento dos nossos esforços só vai aumentar o nosso desejo de fazer, cada vez mais e melhor, o trabalho para prevenir, inibir e combater a criminalidade em Tarauacá. Essa homenagem eu divido com todos os integrantes do 7º Batalhão de Polícia Militar, aonde o profissionalismo vem em primeiro lugar”, ressaltou.


Na sessão de amanhã, farei um requerimento propondo uma Homenagem ao Corpo de Bombeiros e Polícia Civil do nosso município.

Por: Thamires Soares/Câmara Municipal

terça-feira, 22 de agosto de 2017

TARAUACÁ: ESTUDANTES REPRESENTANDO O MUNICÍPIO SE APRESENTAM NESTE DOMINGO EM RIO BRANCO NA GRANDE FINAL DO FESTIVAL ESTUDANTIL DA CANÇÃO


Uma grande festa da juventude estudantil do Acre marcará a final da etapa estadual do Festival Estudantil da Canção (FEC), que será realizada no domingo, 27, a partir das 16 horas, na Concha Acústica. O momento, que faz parte da programação do Mês da Juventude, celebra ainda os 15 anos do Parque da Maternidade.

TARAUACÁ: TRIBUNAL DO JÚRI CONDENA ASSASSINO DE AGENTE SÓCIO EDUCATIVO A 21 ANOS DE PRISÃO EM REGIME FECHADO.


Agnaldo Freitas Soares, de 36 anos, assassino confesso de agente penitenciário Vando Medeiros, foi condenado a 21 anos de prisão em regime fechado pelo Tribunal do Júri de Tarauacá. O julgamento aconteceu nesta terça feira no Fórum Desembargador Mário Strano.

Jenilson intercede e Sesacre vai convocar 300 profissionais que passaram em concurso


Após várias reuniões entre o sindicato dos Técnicos e Enfermeiros do Acre e o governo do Estado, intermediada pelo deputado estadual Jenilson Leite ( PCdoB), veio a boa notícia: a secretaria de saúde vai contratar 300 profissionais de enfermagem no mês de setembro. A garantia foi dada pelo secretário da pasta, Gemil Júnior, nesta tercç-feira (22).

O Sparte vinha dialogando com o governo. Na semana passada, os sindicalistas se reuniram com a comissão de saúde da ALEAC para pedir a contratação dos aprovados no certame e a pauta foi levada por Jenilson à Casa Civil.

Para a presidente do SPATE, Rosa Nogueira, este ato do governo de contratar os profissionais é uma vitória da categoria que batalhou unida por isso.

O secretário de saúde, Gemil Júnior, destacou que com essas contratações, o governo de Sebastião Viana chegará a marca de três mil concursados na sua gestão. O gestor salientou ainda, que poderá ser contratado mais gente, e que todos aprovados em 2013 e 2014 serão contratados dentro do prazo.


O deputado Jenilson Leite, comemorou a decisão do governo, dando ênfase na importância de haver diálogo. ” É uma notícia para comemorarmos. Porque serão 300 pais de famílias empregados, contribuindo com a saúde dos acreanos. Também devemos destacar a importância de sempre buscarmos dialogar para que sejamos vitoriosos na luta por um Acre melhor, parabéns ao governador Tião Viana pela decisão”, ressaltou.

(assessoria)

TARAUACÁ: AULAS DE BATERIA


TARAUACÁ: FESTIVAL DE VERÃO SERÁ REALIZADO NOS DIAS 2 E 3 DE SETEMBRO


Organizadores do Festival de Verão 2017 em Tarauacá, se reuniram nesta segunda feira (21) para uma avaliação de como andam as movimentações em torno do evento. Infraestrutura, programação esportiva e cultural, segurança, mobilização e parcerias foram os principais pontos do debate.

leia AQUI

FEIJÓ: Indígena é preso com cocaína no rapé; maconha e folha de coca são moda em aldeias do Acre


Um indígena de 37 anos, da etnia huni kuin (kaxinawá), do Rio Envira, está preso desde o começo do mês no quartel da Polícia Militar do Acre, no município de Feijó, após agentes da Polícia Civil flagrá-lo com 51,5g de maconha e 6,9g de rapé misturado com cocaína.

O resultado positivo da presença de cocaína no suposto rapé foi constatado em exame toxicológico (narco teste) preliminar realizado na Delegacia de Polícia Civil da cidade.

Vários indígenas, principalmente da etnia kaxinawá, têm sido presos no Acre nos últimos anos com maconha.

Caso o juiz de Feijó decida em audiência de custódia que o indígena terá que responder ao processo preso, ele terá que ser transferido para a penitenciária de Tarauacá.

Com um histórico de conflitos em sua aldeia, o indígena preso vivia basicamente de vender e realizar rituais com rapé em cidades como Rio, Brasília e São Paulo, onde o consumo de tabaco em pó feito para cheirar é crescente.

O caso trouxe mal-estar aos huni kuin, agora divididos entre os que comemoram a prisão e os que tentam libertá-lo.

Excetuando o já grande comércio de ayahuasca, nos últimos anos os indígenas do Acre passaram a viajar e a ganhar dinheiro com a exportação de rapé e kambô, conhecido como vacina do sapo.

Turistas estrangeiros, principalmente chilenos, costumam viajar até Cruzeiro do Sul (AC) para comprar a secreção do sapo cristalizada.

Existe até uma mistura muito perigosa, que não faz parte da tradição de nenhuma etnia, que combina rapé com kambô.

Atualmente, o rapé faz parte da lista de produtos da floresta acreana mais comercializados dentro e fora do país.

Alguns indígenas, individualmente, chegam a produzir até 40kg de rapé. Além disso, nas cidades do Acre, brancos produzem rapé e comercializam como sendo de origem indígena. Vários sites, dentro e fora do Brasil, também comercializam abertamente o rapé, inclusive com outras misturas exóticas.

Nenhum documento antropológico ou etnográfico sobre as populações indígenas do Acre menciona o cultivo e uso de maconha.

Os huni kuin gostaram tanto da canabis que passaram a cultivá-la em suas aldeias. Dizem que é um “tabaco perdido”, que era consumido por seus ancestrais.

A maconha passou a ser chamada de shuru e contou até com parecer antropológico em defesa de seu cultivo nas terras da etnia.

As redes sociais, especialmente o Facebook, são o ambiente ideal para acompanhar a expansão do comércio de todas essas substâncias em várias cidades do mundo, levadas por indígenas.

Existem jovens indígenas com menos de 20 anos de idade que se declaram pajés e viajam para metrópoles atraídos por gente do movimento new age, capaz de pagar em dólares por experiências com substâncias que sejam capazes de ampliar os sentidos.

Das 14 etnias presentes no Acre, o consumo de folha de coca para mascar faz parte da tradição apenas dos ashaninka, que pertencem a família linguística aruak (ou arawak), principal componente do conjunto dos aruak sub-andinos, também composto pelos matsiguenga, nomatsiguenga e yanesha (ou amuesha).

Mascar folha de coca virou moda entre as demais etnias, que são da família linguística pano. Como a planta não existe nas terras destas etnias, os indígenas adquirem a folha de coca em cidades e vilarejos peruanos e bolivianos.

A moda, que começou entre os yawanawá, se tornou foco de preocupação do líder indígena Joaquim Tashka Yawanawá durante o recente 5˚Festival Mariri de sua etnia.

Indígenas e brancos compareceram ao festival com sacos pretos contendo folhas de coca. Por causa disso, o líder indígena já solicitou à Funai para agendar a presença, na aldeia Mutum, do delegado da Polícia Federal de Cruzeiro do Sul.

— Mascar coca não faz parte de nossa tradição e não vamos ficar mascando coca apenas porque os ashaninka mascam. Queremos a presença do delegado da Polícia Federal para nos explicar sobre as implicações legais disso. Vamos, primeiro, criar consciência de que não faz parte de nossa cultura e que isso pode nos causar problemas com a lei, pois o cultivo e uso da folha de coca são proibidos por causa de sua substância. Depois desse esclarecimento, após tentar criar essa consciência, nós vamos expulsar de nosso convívio e até denunciar às autoridades quem continuar trazendo folha de coca para mascar em nossa aldeia.

Consultada, a Funai de Cruzeiro do Sul disse que acompanha o caso do indígena preso e prometeu se manifestar após apurar os demais fatos relatados nesta nota.

Por Altino Machado /Blog do Altino

TARAUACÁ: “CIDADE REFÉM DO MEDO E DA VIOLÊNCIA” (ARTIGO)

Todo e qualquer cidadão Tarauacaense já se deu conta de que viver em Tarauacá está se tornando um ato de heroísmo. Ficar sem ser assaltado nesta cidade, em última análise, pode sim ser considerado um milagre. Até mesmo, eu conseguir terminar esse pequeno texto sem que se anuncie um qualquer tipo de violência pode ser considerado uma dádiva.

Em Tarauacá, a violência, o medo e a insegurança estão por toda a parte. Desde os bairros mais humildes aos bairros mais requintados da elite ninguém está a salvo. Em todas essas comunidades, não há moradores, mas sim verdadeiros sobreviventes. Talvez o medo seja o elemento mais presente no modo de vida do povo Tarauacaense. 

O exercício de todos os atos da vida civil nesta cidade, do lazer ao trabalho, é condicionado e permeado pelo medo.

Toda população são embalados pelo medo. Coisas do tipo “hoje vou ao supermercado, mas estou pensando como não ser assaltado na ida ou na vinda”, “muitos alunos estão com medo até de irem pra escola” entre outros assuntos intrinsecamente relacionados à insegurança e a violência, o tema domina a população. 

E nem de longe a coisa parece melhorar. Ao contrário, parece que o medo vai ser tornando um modo de vida definitivo e aceitável na vida dos cidadãos de bem, algo irremediável.

Diante da absoluta eficiência da POLÍCIA DE TARAUACÁ em garantir a segurança da população, cada um se vira como pode. Há desde aqueles que não se atrevem a sair de casa por nada nesse mundo mergulhados em medo, até aqueles que se armam para defender suas casas e sua família. Tudo dependerá da capacidade de arcar com os custos do medo que toma conta de cada um. Restando ao povo assistir enojado, envergonhado, desanimado e amedrontado ao tamanho da violência no nosso Município. 

Enfim a violência tem seu lado democrático. Ou melhor (pior) dizendo, macabro. Ela está aí perto de todos e contra todos, em todo lugar, é onipresente na nossa cidade. Ricos e pobres, trabalhadores e “preguiçosos”, pais de família e desocupados, quase toda semana é um assalto a mão armada, e um ato de violência diferente,quando não se tem uma tragédia da nossa violência cotidiana. Enquanto isso, a corrupção generalizada na política brasileira contribui ainda mais para a ruína do País afetando assim todos os Estados e Municípios.

SÔNIA MORAIS/Licenciada em Letras Português pela Unopar
Blog Tarauacaagora

TARAUACÁ: VIOLÊNCIA (artigo)

A prevenção à criminalidade urbana, inclusive a violenta, só pode ter sucesso por intermédio de uma inclusão humana social, econômica e política. Não se reduz a criminalidade a níveis razoáveis unicamente por meio da lei, definindo novos fatos típicos, agravando a resposta penal e excluindo benefícios dos autores de infrações penais graves. É uma verdade secular, já vivida pelo nosso País há longos anos com enorme prejuízo à segurança pública.

PENSAR NO FUTURO: A repressão à violência urbana não se faz à força, como se prendendo criminosos tivéssemos cidades limpas de péssimos indivíduos. Isso se faz, em primeiro lugar, pela educação, esperando-se resultados positivos no futuro.

Todos se perguntam: O que podemos fazer para mudar essa situação? Trata-se de uma questão conjuntural e estrutural ao mesmo tempo. Uma questão social e moral que não poderá ser resolvida de imediato, como num toque de mágica, mas somente a longo prazo. Deve envolver as famílias, escolas, igrejas, ONGs, partidos políticos. Com certeza, não vamos resolver com ações isoladas, de forma individualista. É preciso uma ação coletiva, envolvendo muitos atores sociais, tais como os poderes Executivo, Legislativo, Judiciário, o mundo da Educação, da Cultura, da Saúde, do Trabalho e outros setores importantes da sociedade.

Além das ações práticas cotidianas, tais como policiamento maior, polícia nas ruas etc. É preciso reeducar os valores, pois muita violência está vinculada ao mundo do consumo, do mercado e do trabalho. As necessidades de consumo são tantas, e de forma tão violenta, que as pessoas ficam “loucas” para comprar um produto ou mesmo ganhar dinheiro fácil, roubando celulares nas ruas ou praticando pequenos delitos.

Penso que existe um problema anterior que precisamos analisar, ou seja, a violência da imposição ao consumo por meio das publicidades e propagandas que querem vender de qualquer jeito. Vejo jovens que são capazes de assassinar o colega para tomar o seu tênis, homens e mulheres que são capazes de matar o marido, a mulher, a mãe, o pai, o avô para ganhar o dinheiro do seguro. A loucura pelo dinheiro, esse “Deus que assassina”, está produzindo violência contra seus próprios irmãos. Uma violência fácil, que age por qualquer motivo, que tira a vida por coisas fúteis. Nesse sentido, penso que precisamos trabalhar pela reeducação da sociedade como um todo.

Um novo país, com uma nova moral deve ser construído. É preciso fazer a crítica social, política e moral desse País e dessa cultura que tem produzido ladrões por todos os lados. A responsabilidade para combater a violência coibindo as ações destrutivas é de toda a sociedade, uma vez que somos nós (cidadãos) que escolhemos e controlamos os nossos governantes.

Professor Flávio Santos (Kbym)

OS "BRABOS DO TARAUACÁ"


Os brabos do Tarauacá é um romance de autoria do amazonense João Mendonça de Souza, falecido em 2003. Mendonça de Souza pertencia à Academia Brasileira de Ciências Morais e Políticas, ao Instituto Geográfico e Histórico do Amazonas e à Academia Amazonense de Letras, da qual foi presidente.

O romance gira em torno da saga dos Soldados da Borracha na região do Envira, Tarauacá, Eirunepé e Cruzeiro do Sul, com ligeira recapitulação de fatos ocorridos ao tempo da então fase áurea da borracha. A história ambienta-se no seringal Felicidade localizado no rio Tarauacá, e desenrola-se ao redor do Coronel Chico e Angélica, Tônio e Isabel, Das Dores e Ribentino, Joaninha e Desidério em suas esperanças, sonhos e frustrações. O tempo histórico é os anos que envolve o período da Segunda Guerra Mundial, quando a borracha ganha um novo impulso econômico, no chamado segundo ciclo da borracha, quando os E.U.A e os ingleses haviam perdido seus seringais asiáticos e, por meio dos Acordos de Washington, firmaram acordo de comprar a produção de borracha brasileira. Centenas de pessoas, sobretudo nordestinas, foram arregimentadas e levadas para a Amazônia como “Soldados da Borracha”, para produzir borracha para vitória dos países aliados contra o nazi-fascismo. “Brabo” era o termo que se usava na Amazônia para se referir aos recém chegados seringueiros, em sua maior parte do Nordeste, para a extração do látex.

O romance revela sobretudo a capacidade intelectual de seu autor, grande conhecedor das coisas amazônicas, o que se revela por meio das várias referências biobibliográficas que encontramos entremeadas na narrativa. Porém, a visão do autor, ufanista, acaba interferindo na própria narrativa do romance, o que acaba prejudicando a fluidez do texto e do enrendo. Além do mais, o autor acaba levando fatos históricos de sua contemporaneidade para o passado.

No mais, não é um romance que inova na temática, por demais abundante. Mas é uma boa introdução, sobretudo para aqueles que pouco ou quase nada conhecem da riquíssima literatura brasileira produzida e/ou inspirada na Amazônia.

SOUZA, João Mendonça de. Os brabos do Tarauacá (a saga dos soldados da Borracha naSegunda Guerra Mundial). Rio de Janeiro: Vozes, (s.d.)

Por Isaac Melo do blog Alma Acreana

vende-se 1 Fritadeira e 1 Panela de Pressão

500,00 reais as duas. 
Falar com o Zequinha 
Tel: 999481289

MASTER DO TARAUACÁ ESTREIA NO CAMPEONATO ESTADUAL DE FUTEBOL COM EMPATE CONTRA PLÁCIDO DE CASTRO.


Em sua estreia no Campeonato Estadual de Futebol, o time do Tarauacá Máster empatou em 1×1, com o bom time do Plácido de Castro. O jogo aconteceu na última sexta feira (18), no Estádio Arena da floresta. Plácido de Castro saiu na frente no primeiro tempo com um gol de kaique e ainda no primeiro tempo Tarauacá empatou com Assis em cobrança de falta. A equipe volta a campo no próximo dia 14 de setembro contra a equipe do ASSA.

leia tudo AQUI

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

“Jenilson Leite é uma nova liderança”, diz Blogueiro Raimundo Accioly

Dono de um dos Blogs mais acessados do Estado do Acre, Raimundo Accioly, usou sua página na rede social Facebook para reconhecer o trabalho que o Deputado Estadual Jenilson Leite vem desenvolvendo na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac).

O blogueiro e radialista fez um relato da história vitória do parlamentar desde à época de adolescente. O conceituado comunicador não poupou elogios ao médico e deputado tarauacaense, colocando-o no rol das novas lideranças da política acreana.

Accioly destaca que Jenilson é um filho que honra os seus conterrâneos no parlamento. “Jenilson é um jovem que Tarauacá gerou para ser destaque e honrar o nome de nosso povo”. O jornalista descreve o médico Jenilson como um ser humano carismático, sincero, solidário e humano.

Accioly vai além na sua minuciosa análise da nova liderança política do Acre, ao enfatizar que o deputado é queridos por todos, seja da oposição, seja de qualquer credo religioso pelo modo de fazer política. “O menino de Tarauacá é querido por todos nós de todas as religiões, partidos, condição e segmento sociais”.

Leia a íntegra

TARAUACÁ TEM UM JOVEM LÍDER, MÉDICO E DEPUTADO

Queria aproveitar esse espaço para manifestar minhas homenagens a esse ser humano incrível e grande figura da nova política acreana que é o Médico e Deputado Estadual Jenilson Lopes Leite.

Entendo que quando a gente quer fazer elogio e reconhecimento sinceros a alguém, devemos fazer a luz do dia.

Jenilson é um jovem que Tarauacá gerou para ser destaque e honrar o nome de nosso povo.

Eu o conheço desde garoto.

Quando era líder estudantil, já demonstrava que é possível lutar pelos direitos dos outros sem precisar ser odioso e extremista.

Qualidades básicas que faltam para muitas pessoas, ele tem de sobra. É Carismático, solidário, Sincero e humano.

Saiu de Tarauacá muito cedo para se formar em São Paulo na área técnica ligada ao homem do campo.

Voltou para Tarauacá onde militou no movimento social e chegou assumir a gerência da Seaprof em épocas bem difíceis, onde foi destaque.

Foi estudar em Cuba, graças a uma bolsa de estudo que recebeu.

Ajudou o povo do Haiti naquela tragédia do terremoto que quase varre o país do mapa.

Voltou para Brasil

No Acre foi pra dentro dos hospitais, cabeceiras do rios, beiras de estradas e ramais. Foi “consultar” o povo.

Equipou uma clínica onde passou a trabalhar juntamente com sua esposa que também é médica. Uma parte ele ganha dinheiro como profissional e a outras ele atende os mais pobres.

Ai foi chamado pelo seu partido para enfrentar uma candidatura a deputado. Aceitou o desafio e foi eleito.

Nesse mandato, o cara conseguiu sobreviver ao jogo bruto da política, com proposições justas, falas equilibradas e ações humanitárias.

Hoje é quase uma unanimidade.

Quando virou deputado ele já tinha conquistado sua independência. A vida financeira bem encaminhada através da profissão de médico bem sucedido.

Mas Jenilson não pensou duas vezes. Foi ser o deputado e o médico do povo. Tarauacá tem gratidão por esse camarada.

Pena que o sistema político atual limita inclusive a possibilidade desse jovem exercer sua liberdade de forma integral.

Como disse o velho pensador “a política nos separa, mas, a humanidade nos une”.

O Menino de Tarauacá é querido por todos nós de todas as religiões, partidos, condição e segmento sociais.

Como disse o poeta tarauacaense ‘Velho Pá’…

“Somos gente nova nesse mundo velho”.

portal Giro Acreano

Multas aplicadas pelo Imac e Ibama já ultrapassam os R$ 2 milhões


Durante reunião semanal realizada na última terça-feira, 14, entre os representantes das instituições que integram a Comissão Estadual de Gestão de Riscos Ambientais (CEGdRA), a direção do Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac) informou que as multas aplicadas pelos fiscais do órgão e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) já superam os R$ 2 milhões.

Desde o início do verão amazônico, o número de queimadas e incêndios florestais teve um aumento considerável. Os focos de calor na região já ultrapassam a marca de 41 mil. O Acre segue na sétima posição entre os nove estados, com 984 registros.

“Nas últimas semanas, nossas equipes desencadearam ações de Rio Branco a Cruzeiro do Sul, seguindo o mapeamento realizado previamente pelas instituições. Quando identificadas as irregularidades, fazemos as autuações. No âmbito do Ibama já são mais de R$ 2 milhões em multas. O Imac supera meio milhão de reais”, disse Paulo Viana, diretor-presidente do instituto.

Crianças e idosos são os mais atingidos pela baixa umidade do ar e a fumaça das queimadas (Foto: Júnior Aguiar)
Penalidades

O incêndio de lavoura, pastagem, mata ou floresta que exponha perigo à vida, à integridade física ou ao patrimônio de outrem é crime previsto no artigo 250 do Código Penal Brasileiro. A pena é a reclusão de três a seis anos e pagamento de multa.

“Os autores que foram presos em flagrante respondem cível e criminalmente pelos danos ambientais. A multa é de R$ 5 mil por hectare desmatado, mas esse valor pode ser ampliado em 50% se a área for de assentamento agroextrativista. Caso a vegetação seja queimada, a multa aumenta em mais 50%”, afirmou Carlos Gadelha, superintendente do Ibama no Acre.
Áreas com mais focos de calor

No acumulado por classe fundiária, os projetos de assentamento lideram o levantamento do Instituto de Mudanças Climáticas e Regulação de Serviços Ambientais (IMC), com 209 registros de queimadas desde janeiro de 2017.

Tarauacá ocupa a primeira posição no ranking negativo, com o registro de mais de 150 focos de calor. Feijó e Cruzeiro do Sul aparecem na sequência, com mais de 100 registros.

Secom/Acre

INSS: 1,9 mil no Acre têm até hoje para marcar perícia


Hoje, 21 de agosto, é o último dia para 1.911 beneficiários do auxílio-doença marcarem uma pericia médica junto ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Os nomes das pessoas que precisam realizar o procedimento estão publicados no Diário Oficial da União do dia 1º de agosto.

Estas pessoas não foram localizadas pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) por alguma inconsistência no endereço. Elas têm até hoje, segunda-feira, dia 21 de agosto para agendar a pericia médica por meio do telefone 135. O endereço também pode ser alterado por meio da ligação.

Caso o beneficiário não entre em contato, o benefício será bloqueado por até 60 dias. Após o agendamento o beneficio é liberado, no entanto, se o agendamento da perícia não for realizado dentro do prazo o benefício será cancelado, de acordo com o secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), Alberto Beltrame.

No Acre, foram realizadas 558 perícias com 437 benefícios cancelados até o dia 14 de julho. A economia anual gerada é de R$ 7 milhões. No estado, 3.467 benefícios de auxílio-doença serão revisados.

A ausência de convocados levou ao cancelamento de outros 43 benefícios. Além disso, 86 benefícios foram convertidos em aposentadoria por invalidez, 13 em auxílio-acidente, 2 em aposentadoria por invalidez com acréscimo de 25% no valor do benefício e 20 pessoas foram encaminhadas para reabilitação profissional.

No Brasil, foram realizadas 199.981 perícias com 159.964 benefícios cancelados. A revisão fez com que 31.863 benefícios fossem convertidos em aposentadoria por invalidez, 1.802 em auxílio-acidente, 1.058 em aposentadoria por invalidez com acréscimo de 25% no valor do benefício e 5.294 pessoas foram encaminhadas para reabilitação profissional. Ao todo, 530.191 benefícios de auxílio-doença serão revisados. A economia anual estimada até agora é de R$ 2,6 bilhões.

Natan Peres

TARAUACÁ: OS DESAFIOS DO ACOMPANHAMENTO PEDAGÓGICO RURAL NAS TURMAS QUERO LER


O acompanhamento pedagógico é sem dúvida o método mais eficaz em qualquer metodologia de ensino. Ele possibilita um planejamento de qualidade e uma ação imediata no ensino aprendizagem, no entanto, é um desafio, principalmente quando se trata de turmas localizadas na zona rural em comunidades distantes.

O Coordenador do Programa Quero Ler, Francisco das Chagas Silva de Souza e o técnico Francisco de Assis Lima Ferreira, com apoio do Núcleo de Educação, realizaram durante 04 dias uma viagem na BR 364 sentido Tarauacá/Cruzeiro, nas comunidades: Acuraua, Gregório, Tauary e Alto Rio Tauary-Comunidade Ariramba, com o objetivo de acompanhar o desempenho das turmas dos professores Marciclei Costa Lima, Maria Alves dos Santos Souza, Francisca Elizângela Fernandes e Antonia Delcy dos Santos. 


A viagem foi realizada de moto e barco até as comunidades onde funcionam as turmas do Quero Ler. “Podemos dizer que os alunos estão frequentando, aprendendo e satisfeitos. O que nos deixa com a certeza de estarmos contribuindo com a formação para tirar as pessoas não alfabetizadas da escuridão das letras e dos números e ajudá-lo a entrar no mundo do letramento”, afirmou o coordenador. “Mesmo diante de todos os desafios é gratificante chegar nas turmas e encontrar pessoas lendo e escrevendo pela primeira vez”, finalizou.

Fonte: blog do Núcleo de Educação

VENDO CASA EM TARAUACÁ

2 pisos
6 quartos
Murada

Informações
999852493
999595100
Mairo ou Manoel.

domingo, 20 de agosto de 2017

JORDÃO: HOMEM ATIRA E MATA O PRÓPRIO IRMÃO QUE ESTAVA AGREDINDO A MÃE


Uma verdadeira tragédia em família aconteceu neste domingo (20) no Igarapé Santa Cruz, Auto Rio Tarauacá, Município de Jordão, quando Cleíldo do Nascimento Pereira atirou no próprio irmão Ronaldo do Nascimento Pereira, quando o mesmo estava batendo na própria mãe.

TARAUACÁ: ASSALTANTE QUE ATIROU NA ATENDENTE TEM APENAS 16 ANOS E JÁ FOI PEGO PELA POLICIA


Polícia já identificou e apreendeu o assaltante do Mercantil Leve Mais que atirou covardemente na atendente Aparecida Gomes. Trata-se do menor M.S.N. de apenas 16 anos, um velho conhecido da PM.

LEIA TUDO NO PORTAL TARAUACÁ

TARAUACÁ: COM ARMA DE FOGO, MENORES ASSALTAM SALÃO DE BELEZA E LEVAM DINHEIRO E CELULAR


Por volta das 22 horas deste sábado, 19, uma Guarnição da Polícia Militar pertencente ao 7° BPM foi acionada para atender a uma ocorrência de assalto a mão armada que teria ocorrido no salão de beleza da Pâmela, localizado na Av. Antônio Frota, Centro.

Chegando ao local a vítima o senhor Raimundo Nonato, 29 anos disse que estava próximo de fechar o seu salão quando três bandidos invadiram seu estabelecimento e de posse de uma arma de fogo anunciaram o assalto. Eles exigiam dinheiro e levaram o seu aparelho celular, ainda de acordo com a vítima os bandidos levaram cerca de 500,00 reais.

Após colherem as informações necessárias a guarnição de bravos e destemidos Policiais Militares seguiu na busca pelos autores do delito e rapidamente conseguiu localizar e apreender o menor de iniciais J. C.B.P, 14 anos, com ele foi encontrado o aparelho celular da vítima e ao ser indagado este confessou ter realizado o assalto juntamente com mais dois menores conhecidos apenas alcunha de “Loro” e “Irã”, 15 e 16 anos respectivamente. O menor ainda confessou que quem estava com a arma de fogo era o “Loro”.

A Guarnição da PM realizou mais buscas e conseguiu apreender também o menor conhecido pela alcunha de Irã, porém o menor “Loro” conseguiu fugir. A PM localizou o endereço da família do Loro e a Polícia Civil adotará as demais medidas para apreender esse indivíduo.

Os menores apreendidos foram encaminhados ilesos para a Delegacia de Polícia Civil para as demais medidas legais.

Fonte: Assessoria de Comunicação do 7° BPM

TARAUACÁ: DIREÇÃO DA LTD LUTA PARA RESGATAR O FUTEBOL TARAUACAENSE.


A direção da Liga Tarauacaense de Desporto – LTD, se reuniu na última quinta feira, para discutir os próximos passos da entidade, após o recebimento do Estádio Naborzão. “Nosso trabalho agora é buscar parcerias para recuperação do estádio que se encontra em situação lastimável, especialmente o gramado que foi tão caro ao bolso dos tarauacaenses”, disse o presidente Tadeu Moreira, que coordenou a reunião juntamente com o vice Edmilson Jansen.

Ficou combinado o seguinte.

O estádio será fechado para jogos, especialmente peladas. A diretoria abrirá uma exceção apenas para treinamento das equipes de máster do Praia e do Tarauacá, considerando que os mesmos representam o futebol tarauacaense no campeonato estadual. O presidente vai sentar com os representantes das 2 equipes para elaborar o calendário de treinos;

A liga vai trabalhar para recuperar a parte física do estádio como banheiros, vestiários, cabine de transmissão, casa dos árbitros, bar, bilheteria, parte hidráulica, parte elétrica, gramado, iluminação e outros espaços;

A liga vai trabalhar para construir a cobertura da arquibancada, bem como, um sistema de irrigação do gramado;

A liga vai reunir representantes de equipes e desportistas para analisar a possibilidade de ser realizado ainda em 2017 alguma atividades (torneio ou campeonato)no estádio;

A direção da LTD vai conversar com empresários de Tarauacá e do Acre, poderes públicos municipais e estaduais, em busca de apoio para recuperação do estádio ainda em 2017;

Por, fim, a direção da liga espera contar com a colaboração de todos para o resgate do estádio e do futebol tarauacaenses.

Na próxima semana o Presidente Tadeu Moreira e outros membros da diretoria da liga, deverão viajar para Rio branco onde cumprirão agenda em busca de melhoria para o futebol tarauacaense.

TARAUACÁ: CONVITE PARA INAUGURAÇÃO DE IGREJA


Convidamos a população de Tarauacá para participar da inauguração da mais nova igreja do município, Ministério da Fé Nova Aliança, localizada na Rua Justiniano de Serpa. 

Serão 3 dias de festas iniciando no sábado e se estendendo até segunda feira (21.08). 

Vc que quer receber um milagre, cura e libertação, venha participar.

Agradece o Pastor Presidente Assis e Pastora Tereza Maia

sábado, 19 de agosto de 2017

TARAUACÁ: ASSALTANTES ARMADOS DE ESCOPETA ENTRAM EM COMÉRCIO, ROUBAM DINHEIRO E ATIRAM NA ATENDENTE


Neste sábado, 19 de agosto, a cidade de Tarauacá registrou mais um assalto dos muitos que estão acontecendo no comércio do município, praticados geralmente por menores com uso de armas de fogo.

VENDE-SE CHÁCARA NO BAIRRO DE COPACABANA


Área: 3 hectares
2 açudes
1 casa com 200m2
Fruteiras diversas

Localizada próximo ao condomínio

999687188
Louro da Guascor

Níver da Narely Viana


Hoje é o dia dela...

O que dizer sobre ela... 

uma filha meiga, inteligente e um pouco marrentinha rsrsrs.

Agradecemos a Deus por ter colocado em nossas vidas uma criança como você. 

Então, o aniversário é seu, mais o presente é nosso... 

Parabéns meu amor nós desejamos a vc tudo de bom e que o senhor derrame chuvas de bençãos em sua e em nossas vidas, filha amada!!!


José, Silvia e da irmã Mirely

NIVER DA LAURA


Na vida não existe coisa melhor que amizade verdadeira, principalmente quando é compartilhada com uma amiga maravilhosa como você. 

Hoje é seu aniversário e eu sinto muita alegria e gratidão por você existir, e por estar completando mais um ano de vida. Parabéns minha amiga!

Desejo que esta data se repita por muitos anos. Que hoje se acenda no seu coração a luz da alegria, e ela brilhe a vida toda. Que Deus te abençoe e guie sempre seu caminhar. Felicidades.....

Feliz aniversário, amiga! 


De sua amiga Rosa Neves

TARAUACÁ: IGREJA PROMOVE REDE DE JOVENS HOJE NO BAIRRO DO CORCOVADO


A Igreja Assembleia de Deus – Madureira em Tarauacá, realizará neste sábado, sua 1ª REDE DE JOVENS, visando inovar sem perder a essência do cristianismo e espiritualidade, no intuito de alcançar e incluir novos jovens a referida igreja fara movimentos exclusivo para jovens, um evento que contará com bandas cantores gospel e uma ministração poderosa para nossos jovens, dessa feita será realizado nossa rede no bairro corcovado, 2º distrito.

Queremos aproveitar o espaço para convidar nossos jovens a conhecer nossa igreja e participar desse grande evento, o local é a ESCOLA EDMUNDO PINTO, a partir das 19:00 horas, esse trabalho certamente será benção para a nossa juventude, queremos mostrar novos horizontes para esse publico que tem sido alvo de tantas maldades e por não conhecerem o evangelho se atém as coisas fúteis deste mundo de horror, porem Deus te m o melhor pra nossa juventude, na pessoa da Jovem Anna Paula Mello e da Rute Silva estão Todos Convidados.

TARAUACÁ: Deputado Federal Moisés Diniz realiza ação de Regulamentação do Projeto de Assentamento Novo Destino.


O Deputado Federal Moisés Diniz realizou uma importante ação em benefício de comunidades rurais que moram no entorno do Seringal Sacado. Em parceria com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Tarauacá o deputado reuniu cerca de 200 parceleiros, na Colônia Vista Alegre, Seringal Sacado e região do Projeto de Assentamento do seringal Novo Destino, para anunciar a entrega de contratos de Concessão de Uso para que os trabalhadores pudesse ter acessos aos créditos bancários.

leia tudo AQUI

TARAUACÁ: POLÍCIA RECUPERA DINHEIRO ROUBADO, APREENDE ARMA DE FOGO E PRENDE SUSPEITOS


leia AQUI

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

TARAUACÁ: AULAS DO SEGUNDO SEMESTRE NA DJALMA BATISTA INICIAM NESTA SEGUNDA FEIRA (21.08)


As aulas do segundo semestre na Escola de Ensino Djalma Batista, iniciam nesta segunda feira, 21 de agosto. Houve um atraso em decorrência da reforma por que passa o prédio.


O Diretor Professor José Ivonaldo Benigno afirma que mesmo ainda com algumas obras em andamento, já há condições de funcionamento das aulas.

Sinteac sofre mais uma derrota na Justiça


O Juiz da 4º Vara do Trabalho de Brasília-DF, Denilson Bandeira Coelho, confirmou a irregularidade na concessão da nota técnica do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre (Sinteac) e manteve ativo o Registro sindical do Sindicato dos Professores da Rede Pública de Ensino do Acre (SinproAcre).

A decisão do Mandato de Segurança (MS) n°. 0000592-38.2017.5.10.0004, expedida em maio de 2017, garante ao SinproAcre a legalidade de todos os atos, sendo o único a representar os professores em todo o Estado.

“O registro do Sinteac foi reativado sem decisão judicial, isso demonstra que existiu uma irregularidade e a Justiça foi feita, por isso esperamos que essa guerra seja encerrada para evitar prejuízos para a classe”, declarou presidente do SinproAcre, Alcilene Gurgel.

Entenda o caso

Em 15 de maio de 2017, o Secretario de o Secretário de Relações de Trabalho do Ministério do Trabalho e Emprego emitiu uma Nota nº 205/2017/GAB/SRT/MTE, em desacordo com a Portaria nº 326, de 11 de março de 2013, cancelando o Registro Sindical do SinproAcre, através de ato administrativo nº 205/2016/GAB/SRT/TEM, o qual expediu uma Nota Técnica 1171/2016/CGRS/SRT/MTE que fora publicada no DOU em 16/09/2016, fazendo ressurgir o Registro Sindical do Sinteac que estava suspenso sem qualquer previsão de regularização junto aquele órgão.

Diante da irregularidade cometida pelo secretário de Relações de Trabalho do Ministério do Trabalho e Emprego, o Sinproacre impetrou Mandado de Segurança, requerendo a concessão de medida liminar contra o ato administrativo que visava beneficiar o Sinteac.

Inicialmente, a medida Liminar foi concedida para manter o Registro Sindical do Sinproacre, tendo sido confirmada na Decisão de Mérito, onde o Juiz da 10ª Vara do Trabalho, em Brasília, que reconheceu a ilegalidade do ato praticado pelo secretário de Relações de Trabalho do MTE no pedido administrativo formulado pelo Sinteac em 27 de março.

Por Freud Antune